100 Anos. História. Lutas. Glórias.

Parte I

Significado

A luta. A história. A glória.

O passado que fala por si. E que ainda no presente fala por todos nós.

Do futuro que será, inexoravelmente, vitorioso! Por que teu futuro será o reflexo do suor imigrante que construiu a tua história. Teu patrimônio.

Significa que você deu aula de futebol. Como Palestra. Da Academia. Das três Academias.

É dizer também que você ensinou como se luta. E como se vence. Como se ajoelharam diante de você os rivais, desde o início.

Os inimigos que tentaram tomar teu estádio.

Que fizeram mudar teu nome.

Você mostrou que se não te quisessem Palestra, que então seria Palmeiras. E que você morreria líder e renasceria Campeão!

Quem conhece tua história sabe que os dias de hoje são nada. É sofrido, mas não é o seu fim.

Você não tem fim.

Você já foi o Brasil. Não só o time inteiro como em 1965, mas você é todas as 5 estrelas da camisa amarela.

Você tem tudo.

Ganhou tudo! Menos o estádio, por que esse você construiu! E não só um, dois…

Inventou uma parceria que até hoje ninguém, jamais, no mundo todo, conseguiu copiar.

Por que você é terra fértil. É verde.

Você é 16 milhões de sementes e elas polinizam teu nome, tua história, tua grandeza e tuas glórias pelos quatro cantos do planeta.

Pra mim você é inexplicável. Não sei o que significa.

Você é simplesmente Sociedade Esportiva Palmeiras.

Parte II

Memórias

 

Às 20:30 mais ou menos a agonia é quase insuportável… Não conseguimos ingresso!

Então eu saio do quarto e quando chego à cozinha, vejo minha mãe, que vestida com um agasalho de 92 me abraça e eu digo: “Será que dá, mãe?” E ela responde: “Calma filho, hoje é nosso!”

E deu! Era dia 16/06/1999…

marcos-título-libertadores-1999

 

Olha, eu vou lá dentro pegar uma cerveja… Quando eu voltar, filho, é gol!!!”

Aos 36 do primeiro tempo, Zinho chuta cruzado da entrada da grande área… Beijo discreto na trave e a bola entra pro fundo do gol do Ronaldo…

“Bom, vou buscar outra cerveja… Quando eu voltar, já sabe né???”

Aos 9 minutos do primeiro tempo da prorrogação, o Matador corre pra marca do pênalti e sem esforço, suavemente rola a bola no canto direito, baixo…

Braços abertos, camisa de manga longa, calções e meias brancas…

Aquelas foram as proféticas palavras do meu pai e parecia que ele poderia buscar mais quantas cervejas fossem (que de fato buscou) que um número equivalente de gols iria acontecer…

Por que o dia era 12/06/1993…

gol-paulista-1993-

 

Essas são as lembranças de uma infância que você construiu!

Desde o primeiro dia da minha vida, do nosso primeiro contato é assim… Pendurada na porta de um quarto de maternidade, a maior herança que meu pai poderia me dar: a primeira camisa verde!

Um momento equivalente aquele em que se dá o primeiro beijo na mulher da sua vida, como de fato eu daria nela 20 e tantos anos depois!

É quando você tem certeza que vai amar aquilo com toda sua força.

Pra sempre!!

Você se fundiu a mim. A tal ponto de fazer com que eu não consiga apontar sequer uma única passagem daqueles anos fantásticos sem que me salte à memória um jogo seu, um gol do Evair, milagre do Santo ou a escalação de um time inteiro.

Você faz parte de todos os momentos da minha vida.

Bons. Ruins. Da vida.

Da infância, da juventude, da faculdade, do homem que sou hoje.

Vai fazer parte do meu casamento, por que eu vou aprontar alguma coisa na igreja ou na festa, mesmo que ela não queira. Infelizmente o Evair parece que não pôde aceitar meu convite, feito há pouco tempo na Javari, pra dançar a valsa comigo… Mas alguma coisa vai ter!

 

IMG_1880

 

E você vai fazer parte da vida dos meus filhos! Como já faz parte da vida do meu afilhado.

IMG_1908

III

Homenagem aos esquadrões

 

Ontem, sem sono, recitava na cabeça cada time que conseguia me lembrar. Desde a segunda Academia, por que não me lembro de cor da primeira, mas que não foi menos importante, claro.

Mas como aqui não se usa Google, quero fazer essa homenagem aos times que guardo na memória:

Leão, Eurico, Alfredo, Luis Pereira e Zeca; Dudu e Ademir; Leivinha, Edu, Cesar e Nei. Técnico Oswaldo Brandão. – Bi Campeão Brasileiro – 1972/1973.  

Sérgio, Mazinho, Tonhão, Antonio Carlos e Roberto Carlos; Cesar Sampaio, Daniel Frasson e Zinho; Edilson, Edmundo e Evair. Técnico Wanderley Luxemburgo – Campeão Paulista, Campeão Brasileiro e Campeão do Torneio Rio-São Paulo – 1993.  

Velloso, Cláudio, Cléber, Antonio Carlos e Roberto Carlos; Cesar Sampaio, Flávio Conceição e Zinho; Rivaldo, Edmundo e Evair. Técnico Wanderley Luxemburgo – Campeão Brasileiro e Campeão Paulista – 1994.

Velloso, Cafu, Cléber, Sandro e Junior; Flavio Conceição, Amaral, Djalminha e Rivaldo; Muller e Luizão. Técnico Wanderley Luxemburgo. – Ataque dos 102 gols – Campeão Paulista – 1996.  

Marcos, Arce, Junior Baiano, Roque Junior e Junior; Cesar Sampaio, Rogério, Zinho e Alex; Paulo Nunes e Oséas. Técnico Luiz Felipe Scolari – Campeão da Taça Libertadores da América – 1999.

 IV

O futuro

Seu futuro é grande! Não são necessárias palavras:

 

allianz

allianz_parque_cadeiras_3

V

Agradecimento

Obrigado à minha família por ter me apresentado o que se tornaria um dos maiores sentimentos da minha vida.

E a você Palmeiras. Muitíssimo obrigado!

Parabéns, Sociedade Esportiva Palmeiras!

DIO MIO, COMO EU TE AMO!!!!

AVANTI! SEMPRE!

Compartilhe!
  • 20
  •  
  •  
  •  
  •  
    20
    Shares

Deixe sua Opinião