“Agora vai pedir o Tango!”

“Agora vai pedir o Tango!”… ouvi essa frase do atleticano apaixonado, de pé em frente à televisão, por várias vezes no segundo tempo do jogo com o Palmeiras, no Horto…à espera do terceiro gol do centroavante argentino Lucas Pratto, o torcedor parecia já estar elegantemente vestido para a dança…entrei no clima e, contagiado por aquela religiosa energia do “eu acredito”, me senti a instantes de um glamoroso show a la Carlos Gardel…

…de repente, me levantei e me vi também com aquelas calças afuniladas, camisa fina de seda, colete, suspensórios, chapéu e com o sapato brilhando como nunca…a sala da casa do atleticano era um canto privilegiado do tradicional Esquina de Buenos Aires…esperávamos ansiosamente por mais um espetáculo de Pratto…

…também pudera, tudo aquilo fazia total sentido, porque o camisa 9 do Galo chama pra dançar a bola, os zagueiros e todos que admiram o bom futebol…o argentino parece ocupar todo o espaço da grande área com a força e o sonoro requinte de um clássico e contagiante tango…

…no primeiro gol, o de empate, aos 17, ganhou a disputa no alto e “Por Una Cabeza” certeira transformou o fundo da meta palmeirense em um bailado daquelas pernas rendadas preenchidas com as rosas do Horto…máxima sensualidade…

…na cobrança do pênalti, aos 34, bateu no meio do gol, com a convicção de que as redes lhe tocariam “El Dia Que Me Quieras”…impossível não querer tamanha felicidade…

…bom, o terceiro gol não saiu, mas nem por isso Pratto deixou de ser Fantástico e de nos oferecer música…eu e meu amigo nos despedimos em alto e bom Tango…Ah, Galo! Por uma noite você me mostrou que o futebol e uma boa dança são inequivocamente inesquecíveis…

Imagem: www.thinkstockphotos.com.pt

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião