Que o ‘até logo’ seja à altura da nossa torcida!

Salve Nação Azul!

Vou ousar um desafio aqui: duvido existir no Brasil outra trinca que dê tanta liga quanto Cruzeiro + Mineirão + Torcida!
Pois se em 2013 e 2014 a gente ‘cantou pra sair gol’, esse ano o mantra foi a força que faltava para tornar o time novamente temido.
Temido fora de casa, imbatível na Toca 3!

Sim, também acho que faltou planejamento para esse ano.
O esquema do bom Marcelo Oliveira ficou antiquado (vide Palmeiras), a demissão veio tardia, e a substituição foi a pior possível.
E o meia, então?
Não veio até hoje…

Mas vejamos por outro lado: 2016 já começou.
Começou quando chegaram numa lapada só o Mano, o Bruno, o Scuro, Sérgio, Tó Assunção…
Sinceramente, só vejo três times no Brasil com um horizonte já traçado para o próximo ano: Cruzeiro, Santos e Corinthians.

Por tudo isso é que espero uma festa incrível no domingo que vem.
Eu não esperei pelo resultado do jogo de ontem (empate com o Palmeiras) para comprar meus ingressos pra essa despedida de 2015.
Espero, sim, soltar a garganta, cantar o jogo todo, comemorar três, quatro, cinco gols sobre o pobre Joinville.
Espero o abraço de sempre da torcida ao time, que em média supera a dos times que ‘brigavam por algo’ no Brasileirão.
Como assim?
Não brigávamos por nada?

Pois se Luxa chegou a falar que nossa torcida só ia na boa, lá da China deve estar tomando um ‘cala a boca’ gigante.
Pois sem brigar por nada, sempre há mais de 20 mil vozes a empurrar o time.
Como eu queria que a torcida fechasse com o time mais essa vez, na despedida de 2015.
Ou seria no bem-vindo 2016?

Nossa torcida, diferente das outras aqui de Minas, torce pelo Cruzeiro.
Apenas e tão somente.
Simples assim.

Eu não costumo dar moral à torcida cor-de-rosa, mas vou ter que jogar fora algumas parcas linhas para exprimir meu ‘sentimento’ a eles.
Eles se acostumaram a tão pouco, coitados.
Pararam Minas em 2006 para comemorar a Série B…
Eu, incaível que sou, não corro esse risco.
Mas fosse comigo, eu iria pra casa dormir, só de vergonha.

Pois eis que nessa semana os sem-casa resolveram achar consolo na derrota para o SPFW só porque atrapalharam nossos planos de chegarmos à LA.
Isso nos faz ainda maiores que somos. E apequena ainda mais a torcida de lá…
Medo da gente, não é?
Preferem os outros à Bestia Negra.
E, ao perderem o título que buscam há 4 décadas, preferem soltar foguetes à nossa derrota.

Entendam, nanicos: não foi sua derrota que nos tirou da LA.
Fomos nós mesmos, na nossa falta de planejamento, na inconsequência de insistir com certas pessoas no comando do time até agosto, que esgotaram da gente qualquer possibilidade de comemoração.
Nem por isso deixamos de acompanhar.
Nem por isso deixamos de encher o Mineirão.

Reitero: torço pelo Cruzeiro!
Quanto à torcer pelos consecutivos insucessos do seu time, isso eu deixo pra vocês mesmos, mestres que são no assunto.

Torcida: vamos dar uma derradeira amostra no domingo do que é torcer.
Do povo que sabe o que é ser feliz.
Agora com certeza, sem ironia, ao afirmar: feliz 2016, nação!
E segue o mantra: Zêêêêê-rôôôô!!! Zêêêêê-rôôôô!!!

Dá-lhe Cruzeiro!

Abraços a todos, saudações celestes, fiquem com Deus!
Até a próxima!

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77

(Foto: do site OrganizadasBrasil)

Compartilhe!
  • 9
  •  
  •  
  •  
  •  
    9
    Shares

Deixe sua Opinião