Bem vindo Rogério Ferguson Ceni!!!

Ele voltou. Na verdade, como ele mesmo disse, nunca saiu.

Mesmo após a “aposentadoria”, ele sempre esteve presente. Seja nos noticiários que anunciavam sua preparação durante seu tour europeu, seja nos flagrantes da torcida que esbarravam com ele pelos corredores do Morumbi em dias de jogos, seja nas enormes faixas que jamais deixaram de estampar seu rosto e seu nome.

Ceni, Mito, Rogério. A ordem dos nomes não importa. Todos sabem quem ele é, e principalmente, o que ele representa.

Nosso goleiro / artilheiro / capitão / ídolo / recordista mundial voltou. E desta vez para recontar sua própria história junto ao clube que ele tanto ama e que igualmente, sempre o amou.

Ceni e São Paulo são como uma simbiose, não tem como desvincular a imagem de um com outro, e por isso existe uma certa preocupação em volta da enorme empolgação que é tê-lo de volta.

Será que vai dar certo? Não tem como saber.

Por incrível que pareça eu já vi torcedor criticando o Mito, e estes podem sim pedir sua cabeça quando o time não estiver bem.

E se ele sair, será que iremos nos acostumar à vê-lo defendendo outro escudo à não ser o nosso que ele vestiu e beijou por 25 anos?

Não quero pensar nesta hipótese. O risco de dar tudo muito errado existe, mas foi este mesmo risco que muitos devem ter sentido quando viram aquele goleiro, que até então, era conhecido apenas como o “reserva do Zetti”, atravessar o campo para bater uma falta.

Ninguém tinha noção do que ele se tornaria, ou melhor, do Mito que viria a ser.

Rogério Ceni é assim. Ele se desafia, ele se prepara. Sempre foi o primeiro a chegar ao treino e o último a sair.

Acredito que o seu sucesso partirá muito mais da torcida em apóia-lo nos momentos difíceis (que irão acontecer) do que por algum despreparo seu. Eu tenho certeza de que ele lutará para entregar o melhor sempre.

Portanto, prefiro encarar este momento (de muita coragem de ambas as partes, dele e da diretoria) como o início de uma bela história. De mais um longevo capítulo protagonizado por um dos nossos principais personagens.

Seja bem vindo M1to! E que sua nova trajetória seja tão rica e vitoriosa como a de Ferguson, aquele velhinho técnico escocês que em 27 anos de Manchester United levantou nada mais, nada menos que 38 taças.

De você eu não duvido nada. Aliás,  alguém dúvida?

Saudações!

Imagem: globoesporte.com

Compartilhe!
  • 41
  •  
  •  
  •  
  •  
    41
    Shares

Deixe sua Opinião