Brasil e a sombra do eterno 7×1

Em clima de amistoso da seleção tupiniquim, hoje pela manhã, em um programa esportivo, tive que testemunhar algo que me deixou “P” da vida: justificar a derrota da seleção brasileira por 7 a 1 contra a Alemanha na Copa do Mundo.

“C@$%#*, meu! Na moral, até hoje estão de ‘mi-mi-mi’?!”, pensei no momento em que liguei e notei qual era o assunto.

Chegaram a colocar um depoimento do Dante, que por sinal até plausível, porém, e convenhamos, a seleção brasileira estava pra lá de fora de foco! Sou suspeito, mas Neymar ainda é um muleque, tem MUITO que aprender ainda! (potencial tem, indubitavelmente)

E o que me deixou mais emputecido ainda foi o comentarista dizer que a seleção do Brasil foi que deu a vitória para a Alemanha, e não a Alemanha que buscou a vitória. Com todo o respeito, meu caro, vá para a ponte que partiu, blz?! ¬¬

A Alemanha conquistou esse título há aproximados 10 anos atrás! Sim! Vide o depoimento de Joachim Loew, treinador campeão com a Alemanha. Foi algo que a brazucada não tem (ainda) aptidão em fazer: PLANEJAMENTO! Um técnico acompanhando o outro num processo de anos a fio. Loew foi auxiliar de Klinsmann na copa de 2006. E mesmo apesar de cada um ter seguido rumos diferentes, mantiveram contato, planejaram, planejaram e, com méritos, atingiram o seu objetivo: CAMPEÕES DO MUNDO.

E digo mais! Acham que Loew SEMPRE foi campeão?! Que nada! Chegou a perder, em sequência, diversos torneios, mas diferentemente da seleção “carnavalesca”, eles levam as coisas a sério, e traçaram metas para atingir o seu objetivo e mantiveram o técnico já que também acreditam que grandes aprendizados também veem de grandes derrotas.

E voltando no PLANEJAMENTO, e acredito que vocês também ficaram sabendo disso, a Alemanha se preparou para a FINAL desde o início. Em suma, insatisfeitos com as opções de CTs no Brasil, construíram um com tudo pensado. Grama idêntica ao do Maraca, clima (se prepararam para a RESISTÊNCIA ao CALOR!), concentração (nada de farras como ocorreu com os pavões tupiniquins…), treinos após treinos. Enfim, LEVARAM O TORNEIO A SÉRIO.

Para variar, a seleção brazuca tem marcado amistosos, em maioria, contra seleções medíocres (atenção cri-crizeiros!, eu disse em MAIORIA!, sei que ora ou outra jogam com seleções dignas de elogios, tais como a Argentina e a… a… enfim, entenderam neh?!). Uau!!! GRANDE DESAFIO, não acham?! E liderados pelo fodástico Dunga… bem, prefiro parar por aqui. O meu ponto é que ao invés de REALMENTE TESTAR o time, preferem, se entreter, criando uma falsa imagem da seleção para com o povo, para com o mundo. PéloAmorDeDéos!!! T_T

Por fim, vale ressaltar que a definição de patrocinador é bem diferente entre as seleções (isso a meu ver). Enquanto que por um lado existe todo um lado do marketing, da publicidade e do financeiro, o que é compreensível, já que o esporte (também) vive disso, no outro, aparentemente (eu diria “escrachadamente”) os patrocinadores é que “montam” o time! Impressionante!!!

Eu quero ver uma seleção SÉRIA e digna de ELOGIOS e RESPEITO, mesmo perdendo. É muito pedir isso?! =/

Forte abraço.

Paulo Mesquita

Compartilhe!
  • 12
  •  
  •  
  •  
  •  
    12
    Shares

Deixe sua Opinião