Chegamos, de novo

Em um campeonato equilibrado como o Brasileirão, é imprescindível obter o maior número possível de vitórias e somar pontos fora. Com o Grêmio aconteceu o contrário: perdeu para o São Paulo na Arena, no domingo passado, mas bateu o Atlético-PR ontem à noite, no Couto Pereira, em Curitiba.

Mais do que conquistar o 14º triunfo na competição nacional, fomos beneficiados pelos tropeços do Corinthians e do Atlético-MG.

Seguimos firmes e fortes na terceira colocação, no entanto, agora apenas um ponto do Galo e seis do Timão.

O que parecia distante, tornou-se realidade mais uma vez: a briga pelo título está em aberto.

Como costumo dizer, o time tem mantido uma regularidade, fundamental para quem busca o algo mais. Diante do Furacão, o desempenho pode não ter sido dos melhores.

Só que a eficiência conta a nosso favor. Em um piscar dos olhos, o ataque funciona e a o gol dá tranquilidade para a equipe de Roger Machado. Que toda essa competência para dificultar a vida dos adversários continue ao nosso lado.

A cada rodada, nos consolidamos no G-4. E o recado já foi dado: para nos tirar de lá vai ser muito difícil.

O caminho trilhado nos permite sonhar (acordado) com a Libertadores da América no ano que vem. A distância havia ficado maior na tabela, mas deixaram chegar. E nós chegamos.

Foto: Gustavo Oliveira/Atlético-PR

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião