Dezoito desfalques e um empate

Era jogo pra ganhar e embalar. Tanto no Brasileiro, como na Copa do Brasil.

Sim, eu sei.
Sei que as oito vendas de jogadores, nos últimos dois meses, somadas aos inacreditáveis dez desfalques, escancaravam um planejamento totalmente ‘desinteligente’, com impiedosas DEZOITO ausências.

Dezoito peças a menos significam exatamente um time inteiro e mais todo o banco de reservas. Eu sei disso.

Sei também que, apesar das três bolas na trave e grande pressão adversária, aquele último lance da partida, onde tivemos a bola do jogo nos pés de Pato, deixou aquela frustração e ar de derrota. Isso sem contar ainda o incrível gol perdido pelo Michel, ainda no primeiro tempo.

Diante das circunstâncias da partida e com o time desmantelado, resultado razoável.
Diante da última bola do jogo, resultado decepcionante.

Agora convenhamos, um amigo disse uma coisa 100% verdadeira e eu reitero: “Vocês vão me desculpar, mas quando vemos Pato, Ganso e Michel na escalação, três dos maiores nomes do futebol brasileiro, frente a um time virtualmente rebaixado, não dá para esperar nada menos do que três pontos”.

Mais que isso, apesar das cores e uniformes ligeiramente semelhantes, de um lado protagonizava o São Paulo Futebol Clube e do outro coadjuvava o Joinville, ou JEC, em sua décima segunda participação na elite do futebol nacional.

A ‘surpresa’ desta quarta-feira foi a atuação do jovem Lyanco, de apenas 18 anos, em sua estreia como titular na zaga Tricolor. Firme e seguro, mostrou personalidade em lançamentos e seriedade quando era preciso jogar para o mato. Oxalá não seja mais um Aislan, Bruno Uvini, Lucão, etc, etc.

Já a decepção da vez é corriqueira pelo Morumbi. Passa ano, entra ano e o Tricolor continua sofrendo com preparo físico e lesões. Já não bastasse nosso elenco em tantas partidas parecer inferior fisicamente ao adversário, desta vez foram oito os vetados pelo DM. Eu não me recordo de algum de nossos rivais ter tantos lesionados como nós SEMPRE temos. Se cobramos resultado de diretoria, técnico e jogadores, já passou da hora de cobrarmos fisiologistas e preparadores físicos… Ô, Ô, Ô, Queremos doutôôr!!!

Favas contadas.
Juntemos os cacos para pegar o Internacional, que vem de sonoros 6×0 diante do nosso frágil e sem nada a perder próximo adversário na Copa do Brasil. Somam-se aos desfalques Pato, Wesley e Thiago Mendes (o melhor do time nas últimas partidas), suspensos pelo terceiro amarelo.

Além do grande confronto com os gaúchos, sábado haverá também no Morumbi uma celebração pelos 25 anos de carreira do M1TO.
Eu não perderia por nada, afinal, as oportunidades de vê-lo em campo estão acabando…

Vamo São Paulo!!!

Imagem: Globoesporte.com

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião