É o tipo do dia que não precisamos de surpresas, nem de inovações…

 

Hoje é o dia de fazer o básico. De jogar literalmente à brasileira: No arroz e feijão.

Sem mistura, sem firula e sem frescura.

Não é dia pra goleada, pra fazer gol aos 50, pra tomar 2 e  ter que fazer 3… É dia para, apenas, ganharmos o jogo.

1×0. Simples.

Também não precisamos chamar a atenção toda pra nós, como se já não bastassem os holofotes naturais de um clube que tem cadeira cativa à luz do sol desde 1914.

Por isso, não posso deixar de dizer, que é extremamente inoportuna a inclusão da porcaria de uma estrela vermelha em nossa camisa!!!!!!!!!!!

Vejam, o MUNDIAL de 1951 é o NOSSO MUNDIAL! Não é da RGT, da FIFA, ou de quem quer que seja. A Taça-Rio é nossa, não precisa do reconhecimento de ninguém e não será uma insígnia no uniforme que fará dela mais ou menos MUNDIAL!

Aliás, embora não curta misturar política com futebol – ao contrário de alguns clubes estatais que existem por aí -, não poderia haver hora pior para vincularem a imagem da Sociedade Esportiva Palmeiras a uma estrela vermelha…

Fica aqui então este registro para que revejam a necessidade de se estampar uma estrela vermelha sobre o escudo do Palmeiras.

Para mim parece totalmente desnecessário, além de ser esteticamente estranho…

Enfim, acima de tudo, hoje é dia de Palmeiras!!!

É dia de Libertadores!!!

E pra muitos também é dia de ligar a tv e ir dormir tarde da noite….

Bom sofá!

Avanti.

Compartilhe!
  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  
    10
    Shares

Deixe sua Opinião