Faltam ajustes!

É chegada a hora de nos acostumarmos com o novo Cruzeiro. Apesar de não gostar de supervalorizar o Estadual, ele tem sua importância dentro do planejamento do clube.

Como disse recentemente, o Melhor de Minas em 2015 vai lembrar muito pouco a equipe que encantou o Brasil nos dois últimos anos. Porém isso não quer dizer que será uma equipe pior ou menos competitiva que nos anos anteriores.

Aliás, pelo que vi nos dois primeiros jogos oficiais do ano, contra o Democrata e Caldense, o time manteve algumas jogadas ensaiadas nas bolas paradas e a mesma estrutura defensiva, porém ainda falta o entrosamento com as peças que chegaram.

A ligação entre defesa e meio de campo continua muito bem feita, mas a área criativa é justamente o que falta. Perdemos nossos dois meias e os que estão jogando ainda estão perdidos. Falta para nosso time é a ligação meio ataque. O pessoal da frente tem voltado para buscar e acabam saindo de suas características.

Tenho visto muitos Cruzeirenses criticando o Marcelo, mas afirmo aqui para todos que me leem: Confio no trabalho do nosso treinador!

Marcelo que tem mostrado a cada dia ser um treinador ousado e que não tem medo de perder. Nos dois primeiros jogos, sentindo a falta de meias, chegou a jogar com cinco atacantes e apenas um volante do meio para frente. Isso mostra ousadia e vontade de ganhar. Tem meu respeito, pois não senta nas dificuldades para reclamar depois nas coletivas. Ele tenta resolver, luta com as armas que tem e não abdica de vencer.

Aliás, o cara montou um time no início de 2013 e já conquistou o Brasileiro. Temos que dar crédito ao bicampeão brasileiro!

É evidente que a qualidade das peças não é a mesma que no inicio de 2013 e muito menos a quantidade em cada setor para que ele possa encontrar a melhor escalação. Acredito, aliás, que ainda veremos pelo menos mais dois testes nos jogos do mineiro, contra Guarani e Boa Esporte, antes de da estreia na Libertadores 2015!

A torcida pode ter certeza que ainda teremos uma equipe muito competitiva esse ano.

A vinda de jogadores experientes como Paulo André, Willians, Arrascaeta, Mena e o próprio Damião mostra para todos que a diretoria está apostando em outro perfil de atletas. Quem viu o jogo ontem, viu um time mais pegador, com o Mena disputando no pé de ferro bola até os 47 do segundo.

A promessa de novos reforços ainda anima a torcida celeste, mas o que mais me deixa esperançoso é a promessa da manutenção desse novo perfil de guerreiros azuis: jogadores com experiência na disputa de grandes torneios.

A tendência é que isso contagie toda a equipe e como bem disse nosso capitão e ídolo: “Precisamos dar tempo ao tempo, não podemos cobrar entrosamento na segunda rodada. O time mudou a forma de jogar e nas próximas rodadas votaremos a fazer o que a torcida quer ver”.

Fábio que na próxima quarta se torna o segundo jogador que mais vestiu o manto do maior de minas, tem experiência suficiente para tranquilizar a torcida e mostrar para todos quais são os reais objetivos do time em 2015.

Aos críticos, calma sua hora vai chegar. Ás “LURDINHAS”: Dia 08 vai chegar, afinal, EU SEI QUE VO SEIS LEMBRAM!

Aqui é sempre #fechadocomocruzeiro.

imagem: jcorreiomariliense.com.br

Compartilhe!
  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  
    27
    Shares

Deixe sua Opinião