Lá vem o Pratto? Pratto aqui, Pratto acolá

Já está virando novela. Embora alguns sites de todo o país, a Itatiaia e a imprensa argentina já tenham noticiado o acerto, a diretoria do Galo ainda não confirmou. E se gato escaldado tem medo de água fria, o atleticano tem é de rumores, sejam frios ou quentes, como este da contratação do argentino Lucas Pratto.

Ano passado, tivemos que aguentar gozação por causa do francês Anelka. Anunciado pelo turco, não desembarcou em Confins até hoje. O mais engraçado é que a turma que amolou por causa do Anelka é a mesma que passou o ano inteiro apanhando. No Indepa ou no Mineirão. Às vezes no Palácio, outras no salão de festas. Mas amolaram. E bastante.

No passado, foi o volante argentino Mancuso. Este até veio, se apresentou e vestiu a camisa, mas voltou para seu país para arrumar as malas e aqui não mais pisou.

Agora é a vez do Pratto. Você pega um jornal pra ler e lá está o Pratto. Abre a internet, aparece logo o Pratto. Daqui a pouco o cidadão sai nas ruas e dá de cara com um outdoor com a foto do Pratto. Isso comprova o que todos já sabem em Minas Gerais: Ibope, por aqui, só de preto e branco. Os outros times do Estado não dão mídia.

Desejado pelo time da Enseada das Garças e pelo Flamengo, o ‘hermano’ tem negociação aberta com o Galo. E a Massa parece gostar da ideia, tamanha é a frequência do assunto nas redes sociais.

De fato, precisamos de um matador. Depois que a diretoria encostou Jô e André, ficamos sem um jogador de referência na área. Sobrou a tarefa para o jovem Carlos, que tem talento, mas que precisa de concorrência para desencantar de vez.

Caso acerte com Pratto, o jovem mandatário alvinegro iniciará sua ‘Era’ da mesma forma que o Kalil encerrou a dele: levando vantagem sobre a turma da Enseada e o Urubu carioca. Bom sinal. Mas é bom aguardar, porque o martelo ainda não foi batido. O presidente esteve na Argentina, mas diz que falta o ‘aperto de mão’. Falta é vestir a camisa e desandar a fazer gols. É isso que o atleticano quer.

Aliás, essa não é a única novela que mexe com os bastidores do clube. A outra, que tem tirado o sono da Massa, é a permanência ou não de Dom Diego. Nosso maior medo é que uma novela esteja diretamente ligada à outra. Queremos o Pratto, mas não para substituir o Tardelli.

Precisamos de ambos, pois queremos mais em 2015. Estamos mal acostumados com os títulos recentes e as frequentes coças na turma ‘duladilá’ da lagoa.

Enquanto não se resolvem as situações de Pratto e Tardelli, as boas notícias são as renovações daqueles que nos garantiram um Natal feliz. Levir renovou, assim como Pierre e Leandro Donizete. Edcarlos e Josué estão com negociações adiantadas e Guilherme ainda é uma incógnita.

A torcida segue atenta às especulações, porque ela já sabe que nem mesmo na entressafra o coração alvinegro tem sossego. Já estamos pensando em 2015, com ou sem Pratto.

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião