No Flamengo existem vários “cheirinhos”

É, não deu. Não deu na Primeira Liga, não deu no Carioca, não deu na Copa do Brasil, não deu na Sul-Americana e nem no Brasileiro. Muitos “não”, não é? Mesmo com muitos “N”, eu consigo enxergar um futuro com muitos “SIM” e com muitos cheirinhos.

A torcida não tem que sentir vergonha, principalmente do brasileirão, onde brigamos até onde deu. Erramos? SIM!

Talvez no jogo diante do São Paulo no primeiro turno, quando Alan Patrick perdeu o pênalti, que poderia te dado a vitória.

Talvez no jogo diante do Botafogo, quando vencíamos por 3×1, também no primeiro turno e deixamos empatar.

Talvez na partida diante do Palmeiras no returno, que terminou em empate.

Mais atual: Domingo (20/11/2016), no Maracanã, mais conhecido como ontem, no empate em 2×2 diante do Coritiba, quando a vitória parecia certa, é, eu disse: parecia! Quando nos despedimos do título, do hepta.

Perdemos para nós mesmos, tropeçamos nos nossos próprios erros, mas sempre terá uma luz no fim do túnel, ou melhor, um cheirinho bem gostoso por aí, logo em 2017, cheio de esperanças.

Cheirinho de libertadores
Cheirinho de trabalho bem feito
Cheirinho de esperança
Cheirinho de maraca lotado
Cheirinho de um ano com bons frutos colhidos, com um 2017 (7?), que tem tudo para ser melhor
Cheirinho de ser GIGANTE
Cheirinho de Flamengo!!!!!
Valeu a pena torcer, sempre, meu Flamengo!

Até a próxima!

Compartilhe!
  • 15
  •  
  •  
  •  
  •  
    15
    Shares

Deixe sua Opinião