A Nobre o que é de Nobre

Não nos rendermos às qualidades dos outros quando estas se tornam evidentes é covardia, egoísmo e falta de humildade.

No mundo do futebol, assim como no da política, isso é rabo preso. E nisso, sempre achei que a política do Palmeiras é bastante parecida com a política pública. É partidarista.

Aquele que critica, critica até o fim. Por que o criticado não faz parte da sua chapa. O que aplaude, o faz incondicionalmente mesmo que o clube esteja afundando, por que o aplaudido lhe dará apoio na próxima eleição.

Ano passado eu talvez tenha sido o torcedor que mais criticou o presidente Paulo Nobre. Hoje, aplaudo-o efusivamente. Amanhã, quem sabe, torno a malhá-lo. Não há vergonha nisso, em reconhecer quando alguém faz coisas certas.

Na verdade eu tenho é pena de alguns próximos a mim que, assim como eu e não sem razão, tanto amaldiçoaram a família Nobre durante os últimos dois anos, mas que hoje não podem, não querem ou não têm coragem de honestamente reconhecer a reviravolta que o clube viveu neste mês de janeiro.

Eu, mais uma vez, repito: Tenho orgulho de ser, apenas e tão somente, um simples torcedor da Sociedade Esportiva Palmeiras. Nada mais! E isso é o que me permite algo tão limpo e sincero: Mudar de opinião a qualquer tempo. Isso faz bem.

O Palmeiras está voltando e é preciso dar crédito aos responsáveis por isso. Não há nada melhor do que poder enfrentar novamente este time imundo chamado São Paulo da Floresta!

A melhora é inegável e salta aos olhos. Comparem as notícias de janeiro de 2013 com as desse ano: Boas contratações, Avanti disparando, Arena espetacular, patrocínio “chapéu” master…

O time, se não é brilhante, está sendo montando seguindo à risca um planejamento digno de quem é viciado em Elifoot 98 ou Championship Manager.

Alexandre Mattos parece ser aquele garoto espinhento que vara madrugadas nos simuladores de treinador, procurando no scout os jogadores com força 100 de finalização, drible, bola parada!!!! Ele faz exatamente isso, é interessante. Trouxe, por exemplo, os maiores driblador, passador e ladrão de bolas do último campeonato.

Mas, nem tudo é festa, claro.

Assistindo à esta minha empolgação, os amigos torcedores adversários se divertem dizendo que quando está indo tudo bem, basta a bola começar a rolar. Aí começam os problemas do Palmeiras. Pelo menos ontem foi assim.

Então, sobre mais uma eliminação na Copa São Paulo gostaria dizer uma coisa: o Palmeiras não tem categoria de base!!! O que temos são 2 ou 3 jogadores que  poderão ser aproveitados um dia. Poderão.

É bem verdade que foi uma tremenda enrascada em que enfiaram Victor Luiz, Nathan, João Pedro, Gabriel Dias e Renato no ano passado e que realmente são bons valores, mas daí achar que todo ano tem que subir 4 ou 5 cara da base é demais…

Vivem reclamando que o Palmeiras nunca dá oportunidade, que só compra jogador ruim de fora… Po mas os cara num ganha porra nenhuma meu!!!!!

E quando dá oportunidade me aparece uns Vinicius dá vida aí, Bruno, João Denoni… E nem me venha falar que tem que ter paciência com a garotada, não…

Por que na hora de descer do ônibus cheio de marra, com aquele puta fone de ouvido branco feio pa cacete e necessaire Louis Vuitton de baixo do braço, aí são homens!!!! Na hora de mandar o empresário enfiar a faca no pescoço do presidente pra renovar contrato ameaçando pular o muro aí são homens!!!!

Então também são homens pra sofrerem as consequências de mais uma derrota ridícula pra um time pequeno!!!

Tamo de olho!

Muita gente vai me criticar por isso e eu até entendo. Mas se o Palmeiras quer mesmo voltar a ser Palmeiras, tem que começar a pensar em ganhar tudo o que disputar!! Tudo!!! Começando pela base, que já passou do tempo de ganhar alguma coisa!! Não dá mais pra assistir os cara levantando taça todo ano aí não…

AVANTI PORRA!!!

Crédito foto: Site UOL.

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião