O Cordel dos Nordestinos (ou a Dança do Estagiário)

Salve Nação Azul!

O Cruzeiro mandô bem
Atropelô todo mundo
Na frente num viu ninguém
Em sequer algum segundo

Chegô cheio de vantagem
Pro Rural ser campeão
Mas pegô logo de cara
Givanildo Cabra Bão

Givanildo, recifense
Véio matuto e sabido
Oiô pro time cruzeirense
E raiô: cês tão f..dido!

Aqui resolvo num instante
Num tem papo de estagiário
Deu um nó no iniciante
E no time de grande erário

O treinadô do time grande
Ficou louco, saiu ‘quás’ morto
No lugar do centroavante
Colocou um muleque torto

A verdade é que o Cruzeiro
Na hora do vamuvê, afinou
E nós demos moral pro treineiro
Que muito ingênuo se mostrou

A torcida deu apoio
Mas agora é decisão!
E aí? Vai ficar de migué
Como esse papo de evolução?

Quarta é na Paraíba
Jogo duro, time cascudo…
Vamos apoiar de novo
Mas, Gepeto, vai continuá surdo?

Estamos feito palhaços
Gritando, pagando caro
Mas nos livrem, por favor
Do treineiro estagiário

Agora a parada é séria
Tem final quarta e domingo
Se der defeito outra veiz
Mando Gepeto ir jogar bingo!

Se não ganhar, aguarde
Deivid, você vai embora
E eu estarei na Toca
Puxando o côro do ‘Cai fora!’

Papo-reto, sem rodeio
Falta um nove, um seis, um dois
O time está muito feio
Não deixem tudo pra depois

De boa, acabou a paz
Esgotou-se a paciência
Já esperamos demais
Desse time de aparências

Brasileiro vem aí
Copa do Brasil chegando
Não esperem pra salvar o Cruzeiro
Às pressas, com o bonde andando

Se for pra dar ruim, que dê
Logo agora no Rural
Prefiro passar vexame
Só no certame estadual

Não aguento ver em campo
Esse timinho abatido
Então não permitam ter
Outro ano a ser esquecido

Dá tempo, eu sei, de ajustar
Trocar peças e o comando
Mano fez isso há pouco
Transformou em time um bando

Só peço que se agilizem
Não deixem o barco afundar
Salvem logo meu Cruzeiro
Senão o bicho vai pegar!

Fiz esse texto em cordel (com o pouco que me restava de humor e paciência) em homenagem ao nó que o nordestino Givanildo deu no nosso principiante. Em um jogo de 180 minutos o Deivid, afoito, quis resolver tudo de cara.
Inocente, ingênuo, imaturo, colocou a perder um campeonato que se mostrava no ponto para decolar sua carreira.
Colocou a prêmio seu pescoço já muito perseguido, mas que andava aliviado.
Quarta começa a Copa do Brasil contra outros cordelistas, os paraibanos do Campinense.
Time que de bobo não tem nada, perdeu só uma esse ano na semana passada, na primeira semifinal do Nordestão contra o Sport.

A nós, fanáticos pelo Cruzeiro, cabe mais uma vez a indecisão.
Torcer contra não tem jeito.
Mas a diretoria precisa agir.
Pediram paz? Tiveram.
Tempo a todos, paciência? Idem.
Apoio? Irrestrito, incondicional!
Mas quando teremos voz e vez, Dr. Gilvan de Pinho?
Ingressos a preços abusivos, torcida que só serve para pagar mensalidade!
Marketing de fato? Só da torcida…

Precisamos de ações da diretoria.
Confiamos no Bruno e no Scuro, mas onde estão vocês????
Queremos treinador!
E precisamos de pelo menos mais três jogadores que cheguem e vistam a camisa, cascudos, acostumados a jogos grandes, que chamem para si a responsabilidade a qualquer momento.
Ver o Cruzeiro ser abduzido por um Tiago Luís da vida é doído demais, Gilvan.
Engolido pelo Givanildo de Oliveira…

Essa semana promete.
Vai ser longa, daquelas que cabe um mês entre um domingo e outro.
Que seja de boas notícias.
Dentro ou fora de campo, ‘haja o que hajar’…

Dá-lhe Cruzeiro!

Abraços a todos, saudações celestes, fiquem com Deus!
Até a próxima!

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77

(Foto: Site Spaceamigos)

Compartilhe!
  • 7
  • 20
  •  
  •  
  •  
    27
    Shares

Deixe sua Opinião