O Cruzeiro incomoda muita gente

Salve Nação Azul!

O Cruzeiro merece respeito pela história construída!
…tem muita gente na mídia que tem ódio do Cruzeiro, porque o Cruzeiro incomoda muita gente.
Porque não é fácil chegar em Libertadores, disputar Mundial, ganhar Brasileiro, Copa do Brasil.
Isso daí não é pra qualquer um não, meu amigo!”
(Adilson Batista, em 2009)

Bastou o Cruzeiro ser Cruzeiro para a mídia ser mídia.
Quando estávamos passando pela parte de baixo da roda gigante que é o futebol, a imprensa nacional mal se lembrava da nossa existência.

Mas ganhar mais uma Copa do Brasil em cima do Flamengo machucou demais a imprensa do eixo.
Tirar jogador titular das Frangas foi um golpe duro para a imprensa cor-de-rosa de Minas.
Contratar os dois melhores do Brasileirão em suas posições doeu demais nos meios de comunicação.

É ISSO MESMO, SENHOR MAURO!
Para o senhor, um neo-perito em economia e contabilidade, ver seu Flamengo aportado pela CBF perder de novo para o Cruzeiro carregado ‘apenas’ pela força de sua torcida não deu pra engolir, não é?
Força essa que o senhor mesmo pôde comprovar, de novo, ao ser achincalhado em mídia nacional e ver a nossa torcida unir outras demais para lhe mandar o devido recado.

Pior: mesmo com todo aporte midiático, o seu Flamengo perdeu o treinador.
Parece ter perdido o rumo nesse 2018 que sequer iniciou.
Pra acabar de lhe ferrar, perdeu Mancuello justo pra quem? Pro Cruzeiro…
Sequer imagino quantos tubos de Hipoglós o senhor não deve ter gastado para curar suas feridas anais…

E AGORA, SENHOR BOB?
Vai ficar jogando o favoritismo geral pra cima de nós pra ver se a praga pega?
Pois eis que o ‘melhor elenco do Brasil’ naufragou junto com suas perspectivas.
Dos medalhões de sua equipe, o melhor deles veio parar justamente onde?
No Cruzeiro…
Traição?
Trairagem?
Dor de corno é que se chama o que o senhor tem vivido.
Agora o Fred voltou a ser cone nas suas resenhas, não é mesmo?

Feche agora então seus olhos, senhor Bob.
Imagine o Mineirão lotado comemorando um gol de Fred nos dando o Tri da Libertadores nesse 2018…
Ao fim, senta e chora, meu caro.

POR FIM, SENHOR THIAGO:
Acho que está chegando sua hora de receber nossa avalanche de presentinhos.
Faz tempo que o senhor tem a honra de cobrir o maior de Minas, mas não consegue esconder sua paixão pelos sem Bi em suas muito tendenciosas matérias para seu site.
Esse ano vai ser assim: você escreve, o Cruzeiro responde em campo, o senhor engole seus sapos, vacas e jacarés e some por uns tempos.
Depois volta, e o ciclo se repete.
Acho que um dia desses o Cruzeiro vai ter que tomar as rédeas de seu site e mandar você cobrir qualquer time de menor expressão, para sua felicidade e, especialmente, para a nossa.

Incrível como Adilson Batista segue tendo razão.
O Cruzeiro merece respeito porque é, ao lado do Grêmio, um dos dois únicos times do Brasil de fora do grande eixo que segue conquistando.
Que não se curva às sazonalidades futebolísticas e volta e meia arranha os ‘grandões’.

Explico-me:

Paulista, Juventude e Santo André ganharam a Copa do Brasil.
Leicester na Inglaterra, Grécia na Eurocopa.
Até o ALT Mimimineiro ganhou uma Libertadores.
Mas são pontos fora da curva.
Nunca mais vamos ouvir falar desses times vencendo algo grande.
Com o Cruzeiro isso não acontece.
Jamais!

Quando vocês achavam que a crise havia se instaurado, vem uma nova diretoria e consegue um aporte financeiro inteligente que reforça o caixa e faz o time contratar jogadores de ponta.
Coloca as contas internas em dia, reformula departamentos médico, publicitário e de comunicação.

Aí os recibos começaram a chegar em cascatas!
Vejam: até hoje o ALT não entregou a rescisão de Fred, impedindo-o de atuar pelo Cruzeiro por birra sob a alcunha de cláusula contratual.
Precisa mais?

Pois podem esperar, senhores.
Podem espernear, chorar, se afrescalhar à vontade.

O Cruzeiro vai buscar todos os canecos desse ano.
A começar pelo Rural, que há tempos não o temos em casa.
Que venham Libertadores, Copa do Brasil, Brasileirão e, quiçá, Mundial.
A gente está pronto.

Adilson, porém, não quer se despedir sem um recado final:

“É que tem uma turma que gosta de falar do outro lado e esquece a tradição; quem chega, quem ganha, quem conquista, quem é respeitado!”

Abraços a todos.
Saudações celestes, fiquem com Deus!
Até a próxima!

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77

(Foto: Vipcomm)

Compartilhe!
  • 750
  •  
  •  
  •  
  •  
    750
    Shares

Deixe sua Opinião