O que esperar de um jogador meia-boca?

Depois de surgir como grande promessa na base do clube que mais revela jogador, descobrimos que essa promessa não passa simplesmente por um jogador meia-boca. Isso mesmo, o herói da conquista da Primeira Liga do ano passado se diz agora um jogador meia-boca.

Tudo bem que ninguém liga pra essa “Liga”, mas um profissional, funcionário do clube, jamais pode justificar o seu fracasso como uma coisa normal, ou até mesmo banal. E clube de futebol vive de vitórias e conquistas. Tanto que se tira o par ou ímpar até para se iniciar uma partida.

No seu ano de criação, a Primeira Liga foi conquistada pelo Flu. Sim, inclusive com um gol do mesmo profissional que fez essa afirmação. E se exaltou de glórias e honrarias como todo herói merece após uma conquista.

Agora, sendo eliminado pelo fortíssimo “Londrina”, se explica para sua torcida como tendo feito um jogo meia-boca? Alto lá. Isso só pode ser explicado pelo momento que vive a administração do clube.

Estamos à deriva? É o que parece. A diretoria blindou-se com o caráter e profissionalismo do Abelão e deixaram o barco ser levado. Soltaram os cabos da nau e gritaram: salve-se quem puder.

Por isso o time está nessa situação. No carioca fizeram uma final meia-boca e perderam o título para o maior rival. Na Copa do Brasil, mais duas derrotas para o Grêmio e uma eliminação meia-boca.

Uma campanha meia-boca no Brasileirão mostra bem o nível de nosso atual futebol. Seria culpa do Departamento Médico, que também parece ser um setor meia-boca. Afinal, um atleta quando se machuca logo vem a notícia. “Só volta na próxima temporada”.

Resta uma Sul-Americana (campeonato meia-boca) para salvar o ano tricolor. Além, é claro, de se manter na primeirona. Porque com esse time meia-boca ainda não dá pra garantir nada.

Portanto, sr. Marcos jr., faça o seu futebol meia-boca virar o futebol de um profissional sério e competente e, principalmente, compromissado com o clube que o acolheu desde que você não era nem um meia-boca.

Será que quando você viaja com o clube, o avião, o hotel e a logística são como o nível do seu futebol meia-boca? Espero que ao final da temporada você encontre um empresário meia-boca, que te leve pra algum outro clube, tipo, meia-boca.

Porque um clube com as tradições e grandezas do nosso Fluminense não merece uma meia-boca no seu elenco. Já que não tem futebol para honrar esta armadura de guerreiros, tenha pelo menos respeito com o torcedor e com o clube.

Pois quem aguenta as gozações dos rivais somos nós, torcedores, que ficamos ansiosos para ver um jogo de futebol profissional, com jogadores determinados e comprometidos e não presenciar um jogo meia-boca como esse que você fez.

Compartilhe!
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

Deixe sua Opinião