Pechincha de 25 de março

Já é sabido nacionalmente: quer fazer compras a um custo bem abaixo do mercado, vá à Rua Vinte e Cinco de Março, no centro da cidade de São Paulo, e faça sua festa. Pessoas andam por todos os lados, para cima e para baixo, atoladas de sacolas.

Pois, bem. Em homenagem à histórica, simbólica e emblemática data, que deu origem à reconhecida rua-paraíso de compras do país, o futebol não poderia ficar de fora…

Caso você, assim como eu, queira assistir o Tricolor em mais um grande clássico paulista, terá que desembolsar míseros DUZENTOS REAIS por seu ingresso!

É isso mesmo. R$ 200 para uma partida de primeira fase de Campeonato Paulista. Puta que o pariu!!! É bem mais caro do que o valor que paguei por algumas partidas da COPA DO MUNDO em 2014.

NOBRE,

Meu CARO, se você precisa pagar seu estadiozinho novo, nem eu, nem nenhum torcedor adversário ao seu temos nada com isso. Se você possui o sobrenome NOBRE, a essência do futebol de arquibancada vem de origem POBRE. Você é um brincalhão, um filhinho de papai mimado e perdedor, torce para um time bi-rebaixado e vergonha do país há 15 anos. Se acabaram com o time de seu coração, não acabe com o futebol que é do coração de todos. Sua arena de teatro não me compra, não me cativa e não me pertence. R$ 200 é pra dobrar bem dobrado e guardar você sabe bem onde.

AIDAR,

Você deveria, sim, ter feito algo de fato pela sua torcida e brigado por um valor justo. Não o fez, pra variar. Mas isso não é o pior. O que eu não consigo me conformar é como você maltrata seu sócio-torcedor. Será que você poderia declarar oficialmente como é feita a venda de ingressos para nossa torcida em clássicos nos quais somos visitantes? Eu gostaria de ouvir a palavra oficial do clube dizendo que todos os ingressos destinados a nossa torcida são direcionados às torcidas organizadas e o sócio-torcedor, que contribui mensalmente com o clube, precisa fazer um ‘corre’ com algum contato das organizadas. Pior, recebi a informação que sócio da organizadas paga meia, ou seja, R$ 100. Agora o trouxa do sócio-torcedor, é óbvio, não tem desconto, facilidade ou benefício algum. Mostra a cara sobre isso, Aidar!

E assim vamos nós, a passos largos, caminhando para a total elitização, gourmetização, desmoralização, e o que mais você quiser adjetivar com “ão” do futebol brasileiro.

Compartilhe!
  • 35
  •  
  •  
  •  
  •  
    35
    Shares

Deixe sua Opinião