Pernas pra que te quero…

Como diria o narrador global, “haja coração”… Estou até evitando abrir as notícias do Tricolor carioca. O que muitos temiam, agora é fato. Acabou o milho, acabou a pipoca.

Agora o que dizer desses dirigentes que deixaram isso acontecer? Ganhamos alguns títulos que não ganhávamos há tempo, mas a que preço? Esse filme já fora visto em outros clubes com investimentos escusos e que não deixam nenhum legado para o clube. Cadê o Centro de Treinamento que o patrocinador ia deixar para os tricolores?

Como que times como Internacional, Grêmio, Atlético/PR conseguem ter bons times e ainda construir, não só centros de treinamentos, mas até mesmo estádios padrão Fifa. Uma vergonha para os times do Rio que não têm nem um campo decente para treinar.

Após o fim da malfadada parceria a diretoria não sabe o que fazer. Alguns jogadores já se debandaram (nem vou citar os nomes, pois até a postagem desse texto, mais alguém já se foi) e até o início da temporada 2015 muitos outros ainda irão. E quem chegará? Talvez alguns renegados dos times do nordeste. Só queremos um pouco de dignidade.

Já conseguiram segurar o Cristóvão. Caso contrário ia ser difícil algum louco querer segurar essa onda. Ser técnico de um time chamado grande, mas com um elenco diminuto. Não em números, mas em qualidade. Pois, segundo São Peter, quem quiser ir embora as portas estão escancaradas. É meus amigos, tricolores, 2015 será o ano do sofrimento. Quem já se desligou do plano de saúde da Unimed, favor providenciar outro urgentemente.

Se só sai e não chega ninguém, pelo menos que, o último a sair, apague a luz…

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião