Post-it

Salve Nação Azul!
Não, esse colunista louco com o Cruzeirão ainda não está mais doido.
Post-it são aqueles papeizinhos com a cola de aderência mediana que servem para recados importantes e rápidos.

Pois hoje eu estou assim: tanto assunto pequeno e importante pra falar que não dá pra destacar um para botar no título.

Então vamos lá!

Mano e a I.R.A.
Mano Menezes está certo: resolveu demarcar território ao mandar seu recado para a FMF de Castellar; disse, ali, que não vai aceitar tão passivamente quanto seus antecessores os mandos e desmandos de uma federação maculada por uma presidência composta por torcedores que se vestem do mascote emplumado duladilá.

E mandou também seu recadinho para a Imprensa-Rosa-Atleticana ao responder ‘adilsianamente’ a um repórter de que haverá respostas ignorantes a perguntas parciais.

Fato é que agora a taca vai chiar. Vão bater no Mano até onde puderem.
Caberá a nós, torcida, respondermos dando apoio e contrapondo à altura o que essa sempre manchada imprensa mineira merece com nosso grito, com nosso protesto.

Tímido povo
Foi a gracinha que recebi de um amigo pomposo de Vespasiano sobre o acanhado público dos dois últimos prélios no Mineirão. Triste, mas ele tem razão nessa aí!

Mas o que o marketing do nosso time, endossado pela diretoria e presidência, estão fazendo com o sócio-torcedor é de uma sacanagem sem igual.

É o mesmo modus operandi dos nossos políticos: querendo arrecadar mais, sobretaxam quem já está arrochado. Daí surgem a sonegação ou as portas fechadas.

Ou seja: para recuperar a grana com os mais de 15 mil sócios-torcedores que pularam do barco nesse último biênio, aprovaram que os sócios cativos ou mensalistas só terão direito a um ingresso ou a promoções esporádicas em detrimento aos dois a quatro ingressos com desconto de antes.

Em suma: eu, sócio-mensalista e morador do interior, quero levar meu filho num jogo em fim-de-semana desses que vêm por aí. Terei direito a apenas um ingresso, pois o outro terei que retirar na bilheteria, sem qualquer desconto.

Ou seja: ferrou com quem continuou!
É certo isso, diretoria?
Bi-tributar? Sobretaxar? Majorar a quem segue apoiando?

Vai rolar protesto também, podem esperar…

Temos dois ótimos times
Contra o Tricordiano e sub-23 da Chape foi a chance de Mano experimentar seu time reserva.
Ante o time do sul de Minas, a soberba quase nos levou dois pontos salvos por Ábila.
Diante dos catarinenses, Abilão guardou mais dois num jogo sem sustos.

Daí você coloca o titular no sábado e Sóbis, até então apagado nos jogos iniciais resolve mostrar a bola de sempre; correu, lutou até o fim e foi premiado com dois belos gols.

Além disso, sabemos que o titular do meio para o ataque será o Thiago Neves. Mas até se resolver o imbróglio da documentação dele, vai jogando o Alisson, mas com uma bolinha beeeem mais ou menos.
Já Rafinha entrou voando contra a Chape e pode tomar essa vaga.

Daí você olha a volância e vê com felicidade a boa reestreia do Lucas Silva. Vitalidade, ótimas viradas de bola, chutes a gol, bom desarme. Pelota por pelota, ele deixa o Cabral no bolso; mas convenhamos, o argentino jogou o fino contra as Frangas e foi muito bem contra o Tupi.

Mayke bem no segundo tempo contra a Chape a disputar com Ezequiel, que jogou muito contra o Tupi.
Léo, Manoel, Caicedo e Dedé… escolha dois!
Diogo Barbosa, que grata surpresa…

Enfim, isso tem me lembrado 2014, quando o banco tinha Nilton, Moreno, Léo, Júlio Baptista…
Que o fim seja vitorioso, de troféus!

Não vou me iludir
Mas a final do Mundial 2018 de Clubes será onde?

Dá-lhe Cruzeiro!

Abraços a todos, saudações celestes, fiquem com Deus!
Até a próxima!

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77

Foto: Divulgação – Cruzeiro

Compartilhe!
  • 44
  •  
  •  
  •  
  •  
    44
    Shares

Deixe sua Opinião