Prazer, sou o Grêmio de 2016!!

Arrasador, atropelador, envolvente, esplendoroso. Sobram adjetivos para descrever a noite desta quarta-feira na Arena, onde o Grêmio não teve dó (nem piedade) para aplicar 4 a 0 na LDU.

Como diz o ditado: os equatorianos não viram a cor da bola em Porto Alegre. Depois da derrota no México, a volta por cima na Copa Libertadores da América se desenhou em forma de goleada. E com um ingrediente a mais.

A estreia de Miller Bolaños não poderia ter sido melhor. O equatoriano precisou de apenas 36 minutos para fazer o primeiro gol com o manto sagrado. Teve boa movimentação, já havia finalizado antes de balançar a rede e mostrou sua importância ao time.

O Tricolor recuperou a credibilidade perdida após a jornada desastrosa em Toluca. Percebeu-se uma forte mobilização para se recuperar no grupo 6, ou da morte, como queiram.

O Grêmio que se apresentou diante de quase 40 mil torcedores foi aquele de 2015, com toque de bola, velocidade, intensidade e marcação sob pressão. A coletividade prevaleceu em campo. Mas há de se destacar alguns pontos positivos como Wallace Oliveira, que fez a sua melhor partida até agora pelo Grêmio.

Conhecedor do elenco, Roger Machado  acertou nas mudanças, que levaram Henrique Almeida e Everton a também deixarem as suas marcas no “passeio” sobre a equipe de Quito. Uma atuação de luxo, porque superou a desconfiança que pairava para os lados do Humaitá, em razão dos desempenhos muito abaixo do esperado.

Foi um Grêmio de nos deixar orgulhosos. Se a Capital dos gaúchos viveu um dia épico, com a apresentação dos Rolling Stones no outro lado da cidade, o Tricolor tratou de tocar o seu rock n´roll sobre os comandados de Cláudio Borghi.

Mais do que isso: serviu de energia extra para o clássico no domingo, novamente na Arena. A essas alturas, o lado vermelho do Rio Grande do Sul já deve ter mandado o secador para o conserto.

Se Bolaños e companhia jogarem um terço do que apresentaram na Libertadores, o arquirrival que se cuide. Porque nada melhor do que uma grande vitória para elevar a autoestima e servir de motivação para o duelo contra eles.

Saudações tricolores!

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião