Presidente, olhe para a câmera!!!

Em meio à providencial parada do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo, hoje, dia 03.06, infelizmente devo admitir a minha total decepção com a atual diretoria, notadamente com o Presidente Paulo de Almeida Nobre.

Em Janeiro de 2013, quando empossado, eu, como muitos, víamos nele “a renovação da esperança”. A promessa de uma administração moderna, de visão de mercado e de exploração da marca colocava o jovem presidente na vanguarda do ressurgimento Palmeirense.

Nem mesmo o episódio polêmico e surpreendente da negociação do Judas II fez com que ele perdesse o voto de confiança dado pela torcida, ou ao menos o meu. A montagem de um time competitivo para os padrões de Série B e a consequente boa campanha rumo à elite reforçaram suas credenciais para o grande ano que se avizinhava.

Parou por aí!

Não me refiro à eliminação do Campeonato Paulista pelo Ituano, nem à irregular campanha nessas 9 primeiras rodadas.

Falo da falta de perspectiva. Falo de uma camisa vazia, sem patrocínio há quase 18 meses! Falo da incerteza a respeito da inauguração da nossa casa ainda neste ano! E falo principalmente da apatia do nosso jovem mandatário, do seu pensamento pequeno, da sua falta de ousadia…

Após a vergonha a qual fomos expostos com a pulada de muro do Judas III, o presidente Paulo Nobre perdeu o brilho nos olhos de dirigir este clube! Vive de cabeça baixa nas entrevistas… Postura digna de seu antecessor.

Presidente, levante essa cabeça quando se dirigir à torcida Palmeirense pela imprensa! Olhe para a câmera, presidente! Fale alto! O senhor é o Presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras!

E contrate! Salve o seu mandato! Ainda dá tempo.

Mas, mesmo que isso aconteça, já é uma pena porque, infelizmente, a esperança parece não ser você.

AVANTI!!!

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião