Primeiro turno de luxo

Saudações tricolores! O primeiro turno do Brasileirão chegou ao fim e lá estamos entre os líderes.

No dia 9 de maio, quando o campeonato começou, poucos (ou quase ninguém) acreditavam que o Grêmio estaria na parte de cima da tabela. Passados três meses, nos consolidamos no G-4.

A boa campanha se deve ao fator local, onde a equipe tem feito jus, tanto que encerrou a parte inicial da competição como o melhor mandante, invicto e com 86% de aproveitamento. Em dez jogos, foram oito vitórias e dois empates.

É inegável que a chegada de Roger Machado deu outra atmosfera para a equipe.

Jogadores como Rafael Galhardo e o próprio equatoriano Frickson Erazo melhoraram o desempenho com o treinador, que assumiu há quase três meses.

O futebol tem sido vistoso, bem jogado, de deixar os torcedores orgulhosos.

Mesmo quando se faz uma boa apresentação, o poder de reação entra em campo, como ocorreu diante do Joinville no domingo passado, quando perdíamos por 1 a 0 e viramos para 2 a 1.

Se antes o Grêmio era sinônimo de desconfiança, hoje se transformou em perigo para os adversários.

Ainda restam mais 19 partidas. Até 6 de dezembro, muita água vai rolar. O Tricolor está no caminho certo, não descarrila, mantém uma regularidade (para a inveja de seu maior rival).

Mas é possível sonhar com título? Se continuar neste ritmo, sim.

As últimas três vitórias consecutivas mostraram que o Grêmio não está por acaso em terceiro lugar, com 36 pontos.

Enquanto nos credenciamos a brigar pelo chamado “algo a mais”, outros (como o lado vermelho do Rio Grande do Sul) seguem estagnados na classificação. E depois daquele Gre-Nal vencido por sonoros 5 a 0, não tem nada melhor que isso.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião