Queremos sempre mais

O empate diante do já rebaixado Botafogo, em campo neutro, apenas reforça uma tese que o atleticano conhece desde o ano passado. Sem querer tirar o mérito do campeão brasileiro, fica claro que apenas o Galão da Massa poderia ter brigado por esses dois títulos com a turma da Enseada das Garças.

Em Dois Mil e Galo, com a conquista da Libertadores, o time alvinegro simplesmente desfez do Brasileirão. Esse é um erro comum a todos os brasileiros que vencem a competição continental: abrir mão do certame nacional. Um erro que precisa ser corrigido.

Esse ano, nem desculpa há. A conquista da Copa do Brasil veio no fim do ano, mesma época em que termina o Brasileirão. O que comprometeu a campanha deste ano foi a aposta em Paulo Autuori como sucessor de Cuca. Um dos maiores erros da gestão de Kalil.

Obviamente, o turco está perdoado. Tem crédito. E o que é mais importante: corrigiu a tempo, trazendo Levir e garantindo dois títulos no ano: Recopa Sulamericana e Copa do Brasil.

Mas não é só isso. No campeonato deste ano, o Galo conquistou apenas 54,16% dos pontos disputados contra os quatro rebaixados – Vitória, Bahia, Botafogo e Criciúma. Foram três vitórias em 12 partidas. E isso nos custou a briga pelo título.

Lamentamos ainda os pontos perdidos diante da Chapecoense, do Figueirense, do Coritiba e do Goiás. Inadmissível, com todo o respeito que estas instituições merecem. Ou seja: tínhamos condições de disputar o título com nosso rival, mas perdemos para nós mesmos essa oportunidade. No duelo direto, nem precisamos lembrar que foram duas vitórias alvinegras, assim como na Copa do Brasil. De fato, temos um cliente cinco estrelas.

Mas a lição que fica para o novo presidente é a de que é possível brigar por mais conquistas. O atleticano espera pelo bi nacional e eu diria que esta deve ser a prioridade para 2015. Independente da campanha na Libertadores, onde também buscamos o bi, o planejamento tem que ser feito para que o Galo brigue durante todo o ano pelo topo do Brasileirão.

Para isso, é preciso elenco. Durante a entressafra, as especulações tomam conta do agitado mundo do futebol. O Galo ainda não contratou ninguém, embora muitos nomes tenham sido apontados como certos entre os reforços para a próxima temporada.

Que o Maluf esteja atento ao mercado e acerte na aquisição de novos jogadores. Até a bola voltar a rolar, ele é o nosso craque. E que a base deste ano seja mantida. Assim sendo, a chance de mais títulos ano que vem torna-se mais palpável.

Até lá, vamos curtindo a depressão que traz a falta de futebol. O atleticano não consegue viver sem o Galo e isso é extremamente prejudicial à saúde. O negócio é esperar pelos reforços e contar os dias que faltam para a estreia no Mineiro e na Libertadores.

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião