Reinaldo e o sapo enterrado…

Não há explicação. O que vem acontecendo com o São Paulo nos últimos anos extrapola qualquer argumento científico.

E o pior é que todos nós já sabemos o que vai acontecer. Pela manhã, comentei com amigos: ‘Hoje vamos ganhar de 2×1, pois obviamente terá gol do Reinaldo’. É, errei só o placar mesmo.

Auro foi para o Linense. Qual a dúvida que terá gol dele no primeiro confronto com o time do interior? Luiz Araújo e Carleto, também emprestados, também já podem dar como certo seus gols na próxima partida. É incrível, mas infalível. A fórmula do ex-jogador é mais exata que o Teorema de Pitágoras.

O São Paulo dos últimos cinco anos vem colecionando quebra de tabus (negativos) a rodo. Passa técnico, vem técnico, muda diretoria, mudam peças do elenco e a nhaca parece ter se tornado companheira inseparável.

A culpa do insucesso é do Ganso? Do Michel? Do Lucão? Do Rodrigo Caio? Do Centurión? Do Bauza? Do Húdson? Do Mendes?
Também! Há parcela de culpa de cada um dos citados…

A culpa é do Gustavo? Do Ataíde? Do Leco?
Principalmente! Eles foram (e são!) incapazes de montar um elenco equilibrado, de gerir assuntos internamente e sequer de manter salários em dia. A palavra deles vale menos que uma moeda de meio centavo…

Mas além de tudo isso, a nuvem negra que circula em nossas partidas é algo peculiar. Enquanto a nossa bola pega na trave 18 vezes no mesmo lance e nosso atacante perde um gol sem goleiro, rivais vencem periodicamente com gol contra aos 48 do segundo tempo.

Essa energia negativa contagia jogadores titulares, suplentes, comissão técnica e torcedores. Além da má fase em campo, o insucesso provoca um ar de derrotado na camisa mais pesada do país. O questionado Lucão, caso transfira-se para outro clube, certamente terá outra confiança e fará seu gol contra o Tricolor. Digo mais, até Denis, caso seja transferido, iniciará sua carreira de goleador em cobranças de falta contra nós.

Pode parecer bobagem, ou desfoque dos problemas centrais que todos já conhecemos, mas este tema já foi levantado por diversos Tricolores que conversam comigo diariamente. E há um consenso sobre isso.

Assim, talvez além de nossa enorme carência de um primeiro volante de peso, precisamos contratar também um experiente pai de santo para desenterrar o sapo que algum infeliz deixou pelo Morumbi…

REAGE, SÃO PAULO!

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião