RODRIGO-GO 2 x 1 VASCO DA GAMA

Saudações, nação cruzmaltina.

Pois é… infelizmente a nossa saga encerrou e não atingimos a meta das 36 partidas invictos superando as 35 de nosso inesquecível Expresso da Vitória.

Agora, vamos ao jogo.

O primeiro tempo o Dragão se fechou bem e não tivemos tantas oportunidades com a bola rolando, somente na bola parada.

O gol do Atlético-GO saiu de uma falha na saída de Jordi, onde a bola rebateu no Júnior Viçosa e encobriu o goleiro da colina.

A nossa reação foi, como de costume, na bola parada. Após cobrança de falta, Luan aproveita o mau posicionamento do goleiro e marca, empatando a partida.

O segundo tempo foi bem equilibrado, e confesso que acreditei que íamos virar “izi”. Mas, numa jogada originada por uma falha (das várias…) do Rodrigo, o autor do primeiro gol chuta e William, pegando o rebote, marca e vira a partida.

Honestamente, acredito que o Rodrigo deva estar com suas orelhas queimando nesse momento já que, definitivamente, o jogo foi definido por ele. Foi uma atuação para apagar de sua memória. E o Atlético-GO só não marcou mais por erro de pontaria de seus jogadores (ou seria – muita – sorte a nossa?!).

E por falar em falta de pontaria, Leandrão… fiote!!! WTF foi aquele lance?! Poderíamos ter mudado o rumo do jogo se tu não tivesse 100 graus de miopia! ¬¬

Pois é amigos… não foi um bom jogo para o nosso querido Almirante. Mas, mesmo assim, temos que reconhecer o feito histórico. Foram 8 meses que resultaram em 34 jogos INVICTOS! Superamos os 33 de um certo time aê “sem-teto” e sem escrúpulo algum com a honestidade na arbitragem.

Mas vamos em frente! Somos LÍDERES e concordo com o nosso técnico Jorginho, não podemos “jogar fora” tudo o que conquistamos até o momento. Foi “um jogo” e nada mais. Calma lá! Notei muitos criticando Jordi de forma injusta. Pow, tudo bem, ele falhou. Sim, em 6 jogos sofreu 6 gols. Mas analisem bem antes de julgar. Ele é, sim, um bom goleiro. (claro! Longe de nosso “santo” Martin Sílva!, mas cumpre bem com a sua função)

E não concordo com o que alguns falaram que “o VASCO não joga sem no Nenê”. Pow! Numa boa forma Joel de dizer, “you tão di brinkation with me”? Temos um bom time! Nenê faz falta, sim, mas não é fator determinante de nosso bom desempenho. Ele se destaca, e isso é fato. Porém, não podemos criar e alimentar essa ideia de “dependência” dele. Temos um time que luta, que não se entrega e tenho gostado disso. E sei que vocês também.

Enfim, amigos, FORÇA e FÉ. E continuemos a acompanhar o nosso querido time rumo a mais vitórias, a mais conquistas nesse 2016.

Anotem aê os próximos jogos do VASCÃO: 14/06 contra o Náutico e 18/06 contra o Paysandu. E, quem puder, vá ao CALDEIRÃO torcer para o melhor time do mundo! Dá-le VAXXXCÃO!!!

Abraços.

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião