Se o Papa é San Lorenzo, Deus é Corinthians!!!

Em uma partida truncada, como é uma das características da Libertadores, o Corinthians se superou e venceu a boa equipe do San Lorenzo em plena Argentina.

Para quem pensou que mesmo com o portões fechados, devido a uma punição sofrida por uso de sinalizadores na competição no ano passado, o San Lorenzo seria uma presa fácil, se surpreendeu. O time argentino, pode não ser o mesmo que conquistou a Libertadores, porém mostra a mesma pegada e força.

O time marca muito forte a saída de bola, usa bem as jogadas pelas laterais e tem como seus principais jogadores Blanco e Romagnoli, além da catimba e o uso força excessiva.

O Corinthians encontrou muitas dificuldades, não tendo o mesmo padrão apresentado em partidas anteriores, tais como no Campeonato Paulista, onde segue nadando de braçadas à frente de seus adversários, tanto quanto nos primeiros jogos da Libertadores.

A saída de bola foi muito a base de chutão, Danilo não rendeu muito bem como atacante, Renato Augusto, que sofreu uma entrada criminosa, participou pouco do primeiro tempo e saiu machucado no intervalo. Em compensação o volante, meia e atacante Elias não mediu esforços e se fez presente em todo os quatro cantos do campo.

Iniciou como segundo volante, fechou o meio com Ralf em certos momentos de pressão do San Lorenzo, fez o papel de meia com a saída de Renato Augusto e foi coroado com um gol de atacante, partindo para o ataque e pegando uma sobra de uma jogada iniciada por ele mesmo.

Esse é o Elias que o torcedor do Corinthians estava acostumado a ver, e se houve cobranças no ano passado, é por que nós sabíamos que ele tem futebol para render o que rendeu ontem. Tanto é que foi convocado por Dunga para os amistosos contra a França e Chile. Só espero que não desfalque o Corinthians em partidas importantes, afinal Corinthians é bem maior que a seleção da CBF!

Mas voltando à partida de ontem…

Se o Timão não apresentou a mesma pegada dos jogos anteriores, ontem não faltou dedicação e desempenho na marcação, mas ficou claramente que ainda é necessário ajustes para que não haja mais tantas bolas perigosas rondando o gol do Cássio.

Agora é mudar a chave, pensar no Paulistão, onde o Corinthians enfrenta o São Paulo no Morumbi.

Melhores Momentos
https://www.youtube.com/watch?v=0KcfgJQTbsg

Local: estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires (ARG)
Data: 4 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (EQU)
Assistentes: Christian Lescano (EQU) e Byron Romero (EQU)
Público: portões fechados
Cartões amarelos: Mussis, Quignon e Villalba (San Lorenzo); Fagner e Elias (Corinthians)
Gol: Elias, aos 20 minutos do segundo tempo
SAN LORENZO: Torrico; Buffarini, Cetto, Caruzzo e Más; Mercier, Mussis (Villalba) e Quignón (Cauteruccio); Blanco (Alan Ruíz) e Romagnoli; Mauro Matos
Técnico: Edgardo Bauza
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel; Ralf; Jadson (Edílson), Elias, Renato Augusto (Cristian) e Mendoza (Petros); Danilo
Técnico: Tite

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião