Será que merecemos o G-4?

Não estou sendo pessimista, nada disso. A pergunta acima é justamente para reflexão, porque desperdiçamos novamente a chance de ingressar na zona de classificação à Copa Libertadores da América.

O Grêmio parece não ter ambição para chegar ao G-4. Assinamos o atestado de incompetência quando não soubemos nos impor diante do Botafogo, que realizou três partidas em seis dias e ainda venceu por 2 a 1. Sofremos, inclusive, o gol mais bonito do Brasileirão até o momento.

Os vacilos, especialmente fora de casa, têm sido constantes. Sou admirador do trabalho de Roger Machado, mas ele tem pisado na bola. Contra o alvinegro carioca, colocou Ramiro, que não contribuiu em absolutamente nada para a melhora da equipe, assim como os demais.

De Bruno Grassi a Henrique Almeida, o Tricolor foi ineficiente, concordou com o resultado. Dar a justificativa de que “entramos desconcentrados” é conversinha fiada. Como um time pode ir a campo desligado se ele tem um jogo a menos e o que mais necessita é justamente a vitória para retornar ao G-4?

Nosso último triunfo fora de casa foi justamente contra o lado vermelho do Rio Grande do Sul. Lá se vão dois meses. Apesar do revés do Cidade Maravilhosa, seguimos apenas um ponto do Corinthians, quarto colocado e, atualmente, o último postulantes à vaga na competição continental.

O Grêmio escorrega nos seus próprios erros. Em razão da sua inércia, não consegue dar esperança a nós, torcedores. Briga por título fica cada vez mais difícil. Ao menos que engate uma boa sequência de vitórias, combinada com tropeços dos adversários, para seguir na luta.

Apesar de tudo, nossa situação não é desesperadora, ao contrário dos moranguinhos, que tanto se esforçaram e acabaram ocupando a zona do rebaixamento.

Algo inimaginável, mas que os 14 jogos sem vencer – com nove derrotas e cinco empates – traduzem a péssima campanha. Ficaram empolgados com a vitória na Copa do Brasil, mas basta lembrar que o Santos não é o Fortaleza.

Aliás, nesta quarta-feira, enfrentamos o Coritiba, na capital paranaense. E o Coxa está a dois deles, mas fora do Z-4. Se nos vencerem, de nada vai adiantar ganharem do Peixe. E agora? Vão torcer para nós. Rivalidade à parte, quero que o Tricolor se recupere, enquanto o arquirrival fique aonde está. Ninguém mandou acumular fracassos.

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião