Sonhei…

“Boa noite gente amiga que escuta pelas ondas do rádio,
(sobe a musiquinha: Albeeeerto Rodrigues!)
E o futebol show da sua Rádio.

Tem novidades aí no gramado, Artur Moraes?

– Novidades, sim, Albertinho.
Cruzeiro escalado para essa finalíssima contra o Boca com três atacantes.
Técnico Zezé Moreira escalou o Maior de Minas com:

Raul no gol
Nelinho na lateral-direita
A dupla de zaga tem Gottardo e Piazza
Nonato é o lateral-esquerdo
O meio terá Zé Carlos, Ricardinho e Palhinha
Na frente, Roberto Batata, Marcelo Ramos e Joãozinho.

Esse é o time que vai tentar levantar aqui no Mineirão o Tri da Libertadores nessa noite, Alberto!
Lembrando que após empate por 0 a 0 na semana passada em La Bombonera, só a vitória interessa ao time estrelado, que vai para o ataque!

**********

Bola em jogo, alegria do povo, começa o espetáculo.

**********

07 minutos
Joãozinho carrega a bola pela esquerda, tabelou agora com Palhinha, recebeu pelo meio e abriu para Batata na direita, boooom passe, Batata, carregou, passou pelo seu marcador, derrubaaadooo… Falta perigosíssima para o Cruzeiro.
Frontal ali à meta do Boca defendida por Agustín Rossi.

– Nelinho na batida, Alberto. Vem chumbo grosso por aí!

Toma distância Nelinho, juiz confere a barreira, muita confusão por ali.
Expectativa aqui no Mineirão.
Juiz autoriza. Nelinho partiu, soltou a bombaaaa, a bola passa e
GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL!!!!
GOOOOOOOOOOL, CRUUUUUU-ZEIRÔ!

EDILSON, Edilson, dono da camisa 2, soltou um torpedo de perna direita rente à grama, Rossi saltou, a bola ainda resvalou na trave direita antes de estufar as redes do Boca!
Inaugurando de forma esplêndida o marcador aqui no Mineirão.
Quando eram decorridos sete minutos do primeiro tempo.
Cruzeiro balança, balança, balança pela primeira vez as redes do Boca.
1 a 0, me conta no detalhe, Artur Moraes!

– A trama do ataque foi demais, Rafinha, Robinho, Thiago Neves que foi derrubado quando preparava a finalização.
Dali, meu amigo, é pênalti para Edilson.
O pé-de-chumbo soltou sua perna direita, a bola veio rasante à grama, beliscou o poste direito de Rossi e morreu com raiva no fundo da rede, ali, no Pedacinho que a galera gosta, tá lá, tá lá, Cruzeiro 1 a 0.

**********

22 minutos
Alivia a zaga com Piazza, caiu nos pés de Ricardinho, que passa rápido para Palhinha, chance de contra-ataque é boa.
Vão’bora, Cruzeiro.
Palhinha carrega, abre pela esquerda com Nonato que apóia o ataque, grande passe, Marcelo, vai fazer, saiu o goleiro, toque por baixo! A bola vai entrando, a bola passa…
GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL!!!!
GOOOOOOOOOOL, CRUUUUUU-ZEIRÔ!

FRED, Fred, Fredão, Frederico Chaves Guedes!
O craque da camisa 9 celeste amplia de forma monumental, em contra-ataque rápido, mortal, de enciclopédia, bola que era de escanteio para o Boca, a zaga celeste rebateu, bola nos pés de Egídio que deu um passe açucarado para Fred que dominou e de perna esquerda finalizou com a calma e a categoria que Deus lhe deu, amplia o marcador e abre vantagem o Cruzeiro quando eram decorridos 22 minutos do primeiro tempo Cruzeiro balança, balança, balança pela segunda vez a rede do Boca.
Artur Moraes, no detalhe.

– Contra-ataque de sala de aula, Alberto.
Contra-ataque de vídeo-game, de enciclopédia.
Léo rebateu o escanteio cobrado pelo Boca, Henrique ligou, Robinho fez a bola correr e chegou em Egídio pela esquerda. Ele percebeu a movimentação de Fred por entre a zaga xeneize e rolou. Fred cara a cara com Rossi dominou com a direita e finalizou rápido e rasteiro com a esquerda, sem chance de defesa para Rossi, morrendo mansamente ali no Pedacinho que a galera gosta.
Tá bonita a festa aqui no Mineirão, Alberto.
A China Azul tá lá, rindo à toa!
Cruzeiro, 2 a 0.

**********

52 minutos

Desceu Fabra pela esquerda, passou pelo seu marcador, cruzou, olha o perigo, Cardona ajeitou, para trás, a bola vai entrando, a bola passa, Gol, gol, gol, gol, gooll, do Boca Juniors.
(Artur: Pablo Pérez, Pablo Pérez…)
Pablo Pérez, numa boa trama pela esquerda Fabra cruzou, Cardona ajeitou e escorou para trás e Pablo Pérez chegou chutando forte, rasteiro, diminuindo agora a vantagem do Cruzeiro.
Não pode esmorecer, Cruzeiro…
Tem que matar o jogo…
Me dá o detalhe, Artur…

– Você falou tudo, Alberto. O Cruzeiro teve duas boas chances de abrir 3 a 0 e matar o jogo, mas numa boa trama pela esquerda do seu ataque a bola chegou para Cardona, o cérebro desse time. Ele dominou de costas para o gol e ajeitou para trás. Pablo Pérez veio livre de marcação, encheu o pé direito e diminuiu a vantagem do Cruzeiro.
Agora tá lá, Cruzeiro 2, Boca 1.

**********

62 minutos

Desce o Boca pela direita com Nandéz, segurou, achou Pavón na área, girou, vai para o fundo, caiu por ali o Pavón… o juiz deu pênalti… pênalti para o Boca Juniors, o time argentino cresceu, tomou conta, tem camisa e agora tem a chance de empatar no Mineirão.
No detalhe, Artur.

– Nandéz achou bom passe para Pavón, o atacante girou por sobre Zé Carlos e foi para a linha de fundo, fez que ia cruzar mas fintou de novo, dessa vez no Gottardo que estava na corrida, não parou e derrubou o atacante argentino. Penalidade máxima que Tevez vai cobrar: segura essa aí, Raul!!!

Tévez na bola, chance de ouro para o Boca empatar a partida.
Ele contra Raul.
Autoriza o árbitro.
Tévez vai para a bola, bateu:
DEFENDEU, FÁBIOOOOOOO!!!!!
Fábioooooo!!!! Defendeu Fábio de mão direita, bola no seu canto direito, meia altura, ali não tem pra ninguém! De forma monumental o Paredão Azul Fábio mandou para escanteio, me conta, Artur.

– Fábio Deiverson Lopes Maciel. Uma bela conquista se faz com muitos heróis. Como na Copa do Brasil, pintou aí mais um deles. Tevez bateu firme mas à meia altura no canto direito de Fábio que leu bem ideia do craque argentino, saltou, voou, e espalmou para escanteio aquele que poderia ser o empate do Boca.
Encheu de moral o time celeste.
Valeu, Fábio. Segue Cruzeiro 2 a 1.

**********

79 minutos

Escanteio para o time celeste do lado esquerdo do ataque, Zé Carlos na batida, Gottardo e Piazza na área, Marcelo está também por ali. Juizão vai lá, pede calma, diz que vai dar falta.
Zé Carlos na bola, levantou, segundo pau, Magallán espanta, sobrou, Batata, perna esquerda de primeira, a bola vai entrando, a bola passa…
GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL, GOL!!!!
GOOOOOOOOOOL, CRUUUUUU-ZEIRÔ!

THIAGO NEVES, THIAGO NEVES, Thiago Neves o Tn30, aproveitando o rebote da zaga, revejo Elivelton em 97, revivo Joãozinho em 76… revivo as grandes finais com esse povo celeste comemorando o gol que pode ser do título da Libertadores 2018!
Thiago Neves, Thiago Neves, bateu colocado, longe do alcance de Rossi que nem se mexeu.
Anota de forma esplêndida no Mineirão o terceiro gol celeste.
Thiago Neves!
Quando eram decorridos 34 minutos do segundo tempo.
Cruzeiro balança, balança, balança pela terceira vez as redes do Boca.
3 a 1, me conta no detalhe, Artur Moraes!

– Robinho bateu o escanteio alto no segundo pau, Murilo saltou, Ariel também, mas foi o zagueiro Magallán que espanou a bola para a meia lua. Henrique iria para a bola mas ali estava o craque, o canhotinho de ouro, Thiago Neves, ele bateu de primeira, firme, tirando do goleiro Rossi que pensou em ir mas só olhou.
Bola alta, lado direito… só se jogasse a luva, goleirão!
Não deu pro Rossi, a bola morreu linda no Pedacinho que galera gosta.
Thiago Neves,e a galera, como está?
Rárá, rará, rarará, riiiindo à toa!
Cruzeiro 3 a 1.

***********

ACABOU! ACABOU! ACABOU!
O CRUZEIRO É TRI-CAMPEÃO DA TAÇA LIBERTADORES DA AMÉRICA!
O CRUZEIRO PINTA DE AZUL MAIS UMA VEZ A AMÉRICA DO SUL!
BELO HORIZONTE E MINAS GERAIS VÃO VIVER UMA MADRUGADA QUE NÃO TERMINARÁ ANTES DO SOL NASCER!!!!
CRUZEIRO, TRI-CAMPEÃO DA AMÉRICA!!!!

***********

Que não seja só um devaneio, meu Cruzeiro!
Que os jogadores de hoje encarnem os craques do passado que nos trouxeram por duas vezes a taça.
Queremos a terceira!
Temos essa obsessão!
Confiamos em vocês!

#vamosLaBestia #todospeloTri #nadaganhoainda

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77

(Foto: Estado de Minas)

Compartilhe!
  • 153
  •  
  •  
  •  
  •  
    153
    Shares

Deixe sua Opinião