Tem base não, sô!

Salve Nação Azul!

Times escalados para hoje!

No time 1 temos:
Rafael
Maicon (lateral),Maicon (zagueiro),Luisão e Maxwell;
Charles, Beletti, Lucas Silva e Guilherme;
Dudu e Ronaldo Fenômeno

E no time 2:
Charles
Afonso, Wellington, Alex e Anderson;
Paulinho Dias, Eurico, Bruno Ramires e Alex;
Élber e Pedro Paulo

Para qual você escolheria torcer, cruzeirense?

Eu, óbvio como 99% dos demais, escolheria o bom time 1 em detrimento a um terrível time 2.

São equipes, porém, com identidades iguais: ambos formados apenas por jogadores vindos da base celeste nos últimos 20 anos.

Sobre o time 1, precisei muita pesquisa para chegar a um resultado agradável.
Ainda tive que escalar o Charles por falta de outro.

Já no segundo time eu não escolhi escrever os incontáveis jogadores que sequer ouvimos falar.
Escalei apenas aqueles que surgiram, tiveram chances (poucas ou raras, mas tiveram) e que, se forçar, algum dia qualquer um de nós ouviu falar.
Também escolhi colocar jogadores que eram titulares nos dois grandes títulos da base celeste: a Copa São Paulo de 2007 e o Brasileiro 2012.

Craques dos juniores, leões de treino… foguetes ‘moiados’ no profissional.
Olhe para a foto que abre essa página e reconheça alguém lá, por favor…

A lista do ‘é mesmo, rapaz… onde esse cara foi parar?’ é extensa.

O time da Copinha de 2007 tinha um meio-de-campo formado por Aldo, Paulinho Dias, Carlos Magno e Luis Fernando, o Messi do Cerrado.
E o Joabe?
E o Sebá?
Onde estão?
Quem vingou?

Desse time só se salvaram o Rafael, o Maicon (hoje no São Paulo), o Guilherme e o Jonathas (apesar do tardio sucesso no futebol espanhol).
MAIS NINGUÉM!

E do time mais recente, de 2012?
Quem você queria hoje de titular do Cruzeiro?
Aquele da frase de que ‘craque a gente fabrica em casa’?
Só Wallace, hoje jogando muita bola no Monaco.

Tinha Mayke, comemorado quando foi embora há alguns dias.
Eurico.
Élber e Alisson.
Vinicius Araújo.
Ninguém a ser aclamado, festejado.

Levanto essa peteca porque alguns fatos me causam espanto.
O que aconteceu com nossa base?
Por que das safras recente sai um ou dois reservas razoáveis, e só?
Por que o Cruzeiro está buscando em times de fora jogadores para reforçar a base?

Raniel, Caíque, Nickson, Não-sei-o-que-Pitbull…
Todos esses vieram de fora para cá.

Quem confia no Élber?
Quando o Alisson vai se machucar de novo?
Por que vibramos com a saída do Mayke?
Por que torcemos o nariz quando vai entrar o Alex?
Por que seguimos improvisando na lateral-direita? Não tem um? Unzinho sequer?

Juro que eu queria entender onde está o problema, porque aqui eu apontaria diversos fatores para a melhoria dessa situação.
Acho tão bacana olhar para o Santos e ver os bons titulares Zeca, Vitor Bueno, Thiago Maia…
O Fluminense voando com jogadores vindos de baixo, de Xerém.

Isso acabou por aqui.
Nos dois últimos anos lançamos Allano.
Allano, meu Deus!
Bruno Viana, Bruno Ramires…

Para o último jogo, contra o Sport, o time foi relacionado apenas com quatro jogadores da base, sendo dois goleiros reservas.

Pensar que na Copa de 2014 o selecionado brasileiro tinha três jogadores formados na Toquinha (Jefferson, Maicon e Maxwell), maior time formador daquela seleção.

Anteontem (terça, 23-05-17) foi inaugurada na Toca da Raposa I (Toquinha) um Centro de Treinamento de Força, com departamentos modernos de fisiologia, academia, com nutricionistas em escala de plantão e tudo mais.

Será nossa redenção?
Voltaremos a fabricar craques?
Sei não…
Acho que o buraco é mais embaixo.
Deve ter muita gente levando o famoso ‘por fora’ para incrementar nossa base com seus pitbulls mansos.
Com seus Brunos infinitos.

Com a palavra, Tó Assunção, superintendente da base celeste.
E aí, Tó?
Tem base, sô?

Abraços a todos.
Saudações celestes, fiquem com Deus!
Até a próxima!

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77

(Fotos: Cruzeiro-Divulgação / Jornal O Dia de Sergipe)

Compartilhe!
  • 279
  •  
  •  
  •  
  •  
    279
    Shares

Deixe sua Opinião