Transparência dá resultado

É inegável que, em apenas oito meses, Romildo Bolzan Júnior transformou o Grêmio. O sucessor de Fábio Koff na presidência ajeitou a casa, conforme prometeu durante a campanha.

No começo, os torcedores estavam preocupados, especialmente com a saída de Barcos e Marcelo Moreno.

Mas, com o passar do tempo, o mandatário tricolor equilibrou as finanças, algo extremamente importante (e necessário) nos dias atuais para não deixar o clube entrar em colapso.

Na quarta-feira da semana passada, tive a oportunidade de conversar com o presidente por conta de sua visita durante o jantar do consulado em Santa Cruz do Sul.

Bolzan se mostra um líder com transparência. Nunca negou as dificuldades para montar o elenco. E com pouco que fez mandou Felipão embora e trouxe Roger Machado, cria da casa.

E Roger tem correspondido à beira do campo. Do grupo, Kleber foi a saída mais “comemorada” (pelos R$ 500 mil que recebia e não jogava) e não deixou saudades.

O time tem suas limitações técnicas, mas a superação e a confiança mostram um Grêmio totalmente diferente do início da temporada. Com mandato até o final de 2016, Bolzan prevê um momento melhor no próximo ano.

Humildade e pés no chão são suas principais características. O trabalho tem produzido bons efeitos. E que os bons ventos continuem sobrando a favor do Grêmio.

Bolzan tem o voto de confiança. Basta seguir assim e o horizonte será de muito otimismo. A reformulação e o jeito de conduzir o dia a dia no Tricolor têm mostrado isso. Para o bem de todos.

Foto: Rodrigo Assmann/Gazeta do Sul

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião