Um dia já cantamos “Salve a Seleção!” Agora, pedimos “Salvem a Seleção!”

A Seleção Brasileira é um patrimônio da cultura do nosso país. Isso é fato, na minha opinião, indiscutível…no entanto, lamentavelmente, a restauração depois dos cacos da coça para a Alemanha, há quase um ano, parece ter se pautado na insistência em um discurso de distâncias…

…primeiro, a distância de identidades…para além de qualquer análise sociológica, está a simples e óbvia constatação que ouvi naquelas consagradas rodas de bate papo com amigos, antes mesmo de a Copa América começar: “Seleção sem proximidade com o torcedor brasileiro…jogadores que hoje atuam fora do país ou mesmo nem chegaram a jogar por aqui…sinceramente, não dá vontade de ver”…

…realmente, para muitos, o elo está partido…de repente, “aquela corrente pra frente” cantada em coro na Copa de 1970, foi se perdendo em vozes que, aos poucos, se separam…ainda alguns anos depois, na década de 1980, eu vivenciei esse bom sentimento de que “todo o Brasil deu a mão”…mas hoje, com essas distâncias e distorções, fica esse gosto amargo de que do “Salve a Seleção!” passamos ao “Salvem a Seleção!”…

…pois bem, era uma relação de credibilidade e de confiança capaz até de unir “tudo em um só coração”: a arte do drible desconcertante conjugada com o entrosamento de um autêntico conjunto, a vibração ao vestir a camisa Verde e Amarela, o nosso jogo cheio de ginga, a bola “redonda” cheia de riso, a escalação na ponta do lápis e da língua e menos do dinheiro que ajuda a aumentar as tais distâncias e distorções…

…hoje, a bola fora, numa cobrança decisiva de pênalti, contra o Paraguai, representou muito mais do que a eliminação precoce de outra importante e tradicional competição…significou que o nosso futebol está distante da humildade de reconhecer que precisa voltar a ser brasileiro e dos brasileiros…caramba, tão perto e, ao mesmo tempo, tudo tão distante…da pelota à política, caros gestores, Salvem o nosso futebol e a nossa Seleção!

Imagem: www.baupirata.com

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe sua Opinião