Vamos falar da seleção

Adenor, venha aqui só um instante, preciso falar seriamente com o sr. e sei que esse papo interessa a mais de 30 milhões de loucos!

Não vou dizer que me lembro do Tite atleta, que começou em Caxias, passou por Bento Gonçalves, Portuguesa até chegar ao Guarani, vice campeão Brasileiro de 1986, que tinha um grande esquadrão, formado por Ricardo Rocha, Boiadeiro e Evair! Posso dizer que eu me lembro vagamente de 1988, eu então com 6 anos, vendo o meu time ser campeão Paulista em cima de seu Bugre!

Não me lembro do seu início de carreira como treinador também, quando começou pelo modesto Caxias, e mesmo assim conseguiu um feito enorme, sendo campeão Gaúcho. Mas não me esqueço do seu Grêmio de 2001, que levou a Copa do Brasil em pleno Morumbi contra o meu Corinthians.

Quando o sr. assumiu o Timão em 2004, naquela confusão toda, com o time para ser rebaixado, foi quando comecei a notar que havia algo de diferente. Nos tirou da zona de rebaixamento, nos levando ao impensável 5º lugar. Criamos então a esperança que com a chegada da MSI ninguém nos deteria em 2005. Mas a turbulência foi pior do que a do ano anterior. Foram brigas internas, e a intervenção direta de diretores e do própria Kia em escalações, que o fizeram pedir demissão. Na qual eu concordo, pois time nenhum deve ter interferência externa. E por ser uma pessoa de caráter e perceber a razão de tudo, fiquei ao seu lado. Me lembro que entrei em várias discussões devido à sua renúncia ao cargo, que ao meu modo foi procedente.

Mas o título brasileiro de 2005 me cegou e me fez esquecer do sr, que só voltou aos nossos holofotes em 2009, mais uma vez dirigindo um time gaúcho, em mais uma final de Copa do Brasil! Porém desta vez saímos vencedores.

No final de 2010, surge novamente a oportunidade de dirigir o Corinthians, time então que brigava pelo título brasileiro, passou 10 rodadas na mão de Adilson Batista, que nos fez despencar e ficar longe da primeira colocação. O sr. retornou e nos colocou na pré Libertadores de 2011.

2011…foi o ano da virada para todos nós, não é mesmo?

Um time que tinha Roberto Carlos, Ronaldo não cairia para o modesto time do Tolima! Mas ai veio a eliminação, e você, bancado pelo então presidente Andrés Sanches, se manteve no cargo, enfrentando a ira de nós torcedores! O vice Paulista seria a gota d’água, porém aos trancos e barrancos o sr. se manteve firme e nos levou ao título Brasileiro 2011 apenas na última rodada. Estaríamos em mais uma Libertadores! E a nuvem da eliminação pairava sobre as mentes e pensamentos de todos!

2012, foi o ano de nossa redenção, veio a Libertadores de forma invicta, incontestável, o título que nos faltava e só poderia ser da forma que foi, de time que caiu em 2011 à campeão em cima do maior papa títulos da América, o Boca!

Ainda nos restava o Mundial, que veio de forma categoria, onde enfrentamos de igual para igual contra um time Europeu.

O sr. Adenor, nascido em 1961, conquistava então o seu lugar na galeria de melhores treinadores que passaram pelo Corinthians.

2013 veio, e a queda na Libertadores, onde perdemos não para o Boca, mas sim para o juiz e a queda na Copa do Brasil, fez com que a diretoria Corinthiana, não renovassem seu contrato. E no final daquele ano, Tite se despediria do Corinthians.

2014 foi o ano sabático, o ano onde assistiu uma das maiores vergonhas do futebol brasileiro! Aquele inesquecível 7×1 para Alemanha.

2015, veio o convite para assumir o cargo de maior importância para o futebol, ser técnico do Brasil! Convite esse que foi recusado, e assim o sr. voltou para onde nunca deveria ter saído, o Corinthians!

Mais um título Brasileiro e o reconhecimento de todos.

A seleção voltaria à tona após a mais uma eliminação vexatória em uma Copa América!

Bom, chegamos ao ponto aonde eu queria chegar…

Hoje vale a pena mesmo ser técnico da seleção do Brasil com todos esses escândalos que existem?
Vale a pena ir para um time comandado por empresários que forçam a convocação desse e daquele? Lembrando que em 2005 o sr. saiu do Corinthians justamente por causa disto!
Vale a pena comandar moleques mimados, que pensam somente em ganhar dinheiro, tirar selfies e se vangloriar por conquistas clubisticas?
Vale a pena ter comandados que pensam que valem mais que nós torcedores e estão acima do bem e do mal?
Vale trocar o certo pelo duvidoso?

São algumas questões que levanto à você meu treinador!

Gostaria muito que o Tite, aqui no Corinthians, fosse o que o Alex Ferguson foi para o Manchester!

Mas se ainda existe esperança em seu coração de que se pode mudar o que está entranhado hoje nesta vergonhosa seleção, se existe uma luz que o guia para recuperarmos o que um dia foi a seleção Brasileira e fazer voltar o orgulho de uma nação! Se há a possibilidade de transformar esses meninos, que não sabem e não entendem a representatividade da camisa canarinho, em homens. Então vá Tite, seja feliz e nos faça a voltar a ser feliz com esse time que um dia já foi o mais temido do mundo!

Caso sua resposta seja positiva, deixo aqui o meu mais sincero agradecimento, para o técnico mais vitorioso e mais importante que passou pelo Corinthians! Deixo meu obrigado pelas conquistas e meu … até breve!

Compartilhe!
  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares

Deixe sua Opinião