Você vem com a gente?

Salve Nação Azul!

Agora saem das catacumbas todos os famosos ‘Profetas do Acontecido’.
Lá no meio de Abril, após os empates chochos contra Vasco e LaU, escutei pedidos variados que iam de Fernando Diniz a Adilson Batista (de quem gosto muito e estimo, diga-se de passagem!).

Escrevi nesse mesmo espaço em 20 de abril que eu tinha uma dezena de motivos para crer em uma boa classificação.
Era meu palpite contra um monte de urubus.
A classificação veio com um 13 a 1 (!).

E ainda tem gente reclamando!
Pode isso, Arnaldo?

Eu não entendo a torcida do Cruzeiro.
Juro!
Por não viver a intensidade das demais torcidas do Brasil, não sei dizer se isso é um fenômeno isolado cercado das montanhas Gerais, ou se País afora esse pessimismo também existe.

Gente, vamos lá.
O grupo do Cruzeiro tinha os tradicionais Vasco e Universidad de Chile (sim, tradicionais, com títulos e história), além do ótimo Racing.
Não veio pra cá de contrapeso sequer um peruano, um venezuelano ou mesmo um paraguaio de quinta categoria.

Aí vem um jogo pesado como o de ontem, de intensidade de ataques e defesas durante os noventa minutos, em que NÓS, de camisa celeste, vencemos.
Daí me pego hoje cedo debatendo com um que deveria compartilhar comigo o mesmo sentimento de prazer da batalha vencida, de que o time joga feio.

Ahhhh, meu Deus do Céu.
O Brasil de 82 jogava lindo.
E morreu.
O time do Fernando Diniz joga lindo.
E perdeu pra gente.

Aqui não é a Europa, gente. Lá eles tem grana para reunir os melhores do mundo.
Aí fica fácil fazer uma bela paella.
Agora junta chuchu, quiabo, jiló e moranga pra ver se dá.

Aqui, infelizmente, o pragmatismo tem que existir.
O futebol de resultado tem que existir.

E nisso Mano é PHD!
Em dar sustos, em nos fazer xingar, brigar; mas desacreditar, jamais!

Como ouvi de um amigo: quer futebol lindo?
Vá assistir Argentina e Suécia de futebol feminino.

Por isso, levanto aqui de novo a questão: VOCÊ VEM CONOSCO AO TRI, TORCEDOR?

Se você só vai ao estádio fazer sinalzinho de 6 pras câmeras, tirar selfie, esperar tiki-taka de Guardiola e Diniz Tupiniquim, prefiro que fique em casa.
Você chama nosso rival por apelido carinhoso?
Me esquece!
Faz piada com o Cruzeiro?
Acredita em goleada fake delas?
Troca de time, meu velho!
Está fazendo muito frio.
Fique no seu sofá.
Enrole-se no seu edredom.

Agora, se queres perder a voz como a maioria de ontem, que na hora do aperto virou um monstro e ajudou dentro de campo, você sim vem conosco.

Eu, você, o pragmatismo do Mano, a mística do Mineirão, a loucura do Dedé, o peso dessa camisa azul:
NÓS VAMOS JUNTOS AO TRI!

Aprendi que desse time aí eu só posso fazer é esperar a fruta amadurecer.
Que amadureça no final, após mais oito jogos de sofrimento e glória!
Que venham!
Eu vou junto!

Dá-lhe, Cruzeiro!

Abraços a todos, saudações celestes, fiquem com Deus!
Até a próxima!

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77

(Foto: Gazeta Esportiva)

Compartilhe!
  • 415
  •  
  •  
  •  
  •  
    415
    Shares

Deixe sua Opinião